Select Page

Ao SISMAR, vereadores garantem que não votarão PDV como está

Ao SISMAR, vereadores garantem  que não votarão PDV como está

A diretoria do SISMAR – Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região – reuniu-se na tarde dessa quarta-feira (20), com um grupo de vereadores de Araraquara e ouviu deles que o projeto do Plano de Desligamento Voluntário (PDV) dos servidores municipais não será votado pela Câmara do jeito que está.

Durante a reunião, foram identificados vários pontos considerados problemáticos tanto pela diretoria do SISMAR quanto pelos vereadores, como o prazo muito longo para início dos pagamentos e prazo muito curto para adesão, entre outros.

A rapidez com que o projeto do PDV foi criado (menos de 15 dias) chamou a atenção, por se tratar de assunto muito complexo e com muitos impactos para o serviço e para as contas públicas.

A decisão de não votar o projeto, como fizeram questão de frisar os vereadores, tem como objetivo aprofundar os debates e melhorar a proposta, e não meramente impedir a aprovação.

Novas reuniões serão realizadas entre Sindicato e Câmara para o desenvolvimento de um projeto que atenda aos interesses da Administração, mas também dos servidores e da população.

Hoje (21), às 18h30, o SISMAR promoverá uma reunião aberta no CEAR para todos os interessados, sejam aposentados ou não. Todos os servidores podem participar.

Estiveram na reunião representando o SISMAR, o presidente Agnaldo Andrade, as dirigentes Maria Cleo Pereira, Isabel Dias e Cintia Rodrigues e os dirigentes Everaldo Soares, Gustavo Jacobucci, Marcelo Roldan, Luciano Fagnani, Carlos Catojo e Fernando Cervan, além dos advogados Adriano Oliveira e Valdir Teodoro Filho.

Participaram os vereadores Roger Mendes (PP), Edson Hel (PPS), Elias Chedieck (PMDB), Jéferson Yashuda (PSDB) e Edio Lopes (PT), além do representante de José Carlos Porsani (PSDB).

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos