Selecione a página

Polícia vai combater criminalidade em conjunto com a população

Os índices de criminalidade por todo o Brasil são alarmantes e, em Araraquara, nos bairros Cecap e Jardim Iguatemi os moradores pedem socorro.

Por conta da situação que se agrava a cada dia, a população e comerciantes pediram uma reunião com o vereador Édio Lopes (PT) para tentar encontrar uma solução que traga tranquilidade e faça valer o direito de ir e vir, que está na constituição brasileira.

Atendendo ao pedido, o vereador articulou um encontro entre o grupo e o comando da Polícia Militar na manhã desse sábado (6), no bairro.

Representando a PM o comandante da 1ª CIA, Capitão Ricardo Domingos Júnior, ouviu os relatos e reclamos dos presentes, inclusive o depoimento de um comerciante que afirmou estar sem forças para reagir. “Em uma única rua dez casas foram assaltadas em um dia e os comércios são alvos constantes também. Todos temos que trabalhar, mas as quadrilhas de malandros fazem com que gente tenha vontade de abandonar tudo”, desabafou.

Eles relataram a Édio e ao comandante que ligar para o 190 é outro problema, pois quando a polícia é acionada é tarde demais e muitos nem registram a ocorrência, até porque afirmam que “às vezes demora demais mais de 4 horas para a elaboração do Boletim de Ocorrência”.

O comandante destacou que a subnotificação, não registar todos os boletins, prejudica o trabalho da polícia e lembrou que agora os BOs podem ser registrados mais rapidamente via internet e têm a mesma eficácia, informando que o site é http://www.ssp.sp.gov.br/nbo/.

O Capitão Ricardo garantiu a Édio Lopes e à população que a PM tem todo interesse em realizar ações em conjunto com os moradores dos bairros com um policiamento inteligente.

“A ideia é implantarmos de imediato o Programa Vizinhança Solidária para que haja um contato maior entre a população e as forças de segurança e assim, tornar o policiamento preventivo mais eficaz, inclusive com remanejamento de efetivo”, informou o capitão PM Ricardo.

Édio lembrou a importância da implementação de políticas públicas para atingir as causas do problema, como as que serão desenvolvidas no Centro Comunitário a ser construído no bairro do Cecap, em parceria com a associação dos moradores, a Sabita. Mas garantiu que “aquela região da cidade é composta por uma comunidade unida e de uma esmagadora maioria de gente de bem que não pode ficar refém de uns poucos”.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade