Selecione a página

Polícia Civil prende duas mulheres acusadas de tráfico de drogas no Jardim das Hortênsias

Dono da “boca” não foi encontrado pela equipe da DISE

José Augusto Chrispim

A Polícia Civil através da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) prendeu na tarde de ontem (10), duas mulheres acusadas de envolvimento com o tráfico de entorpecentes em uma casa localizada na rua Pedro Grecco, no bairro Jardim das Hortênsias.

Depois de uma investigação que durou aproximadamente dez dias, a equipe da DISE se deslocou por volta de 15h até o local que é apontado como a principal “boca de fumo” do bairro. Na chegada ao local, uma das acusadas ao ver os policiais, correu para o interior do imóvel e jogou no chão de um dos quartos, vinte e cinco pedras de crack. “Ela gritou é a polícia e correu”, comentou o investigador Leandro com exclusividade à reportagem de O Imparcial.

Já no interior da casa, Pamela Paula de Oliveira, de 20 anos e Valquíria de Carvalho Santos, de 30 anos, foram abordadas além de dois usuários de drogas que estavam no local para comprar crack. Um terceiro consumidor de drogas chegou ao local no momento das abordagens querendo comprar drogas.

O responsável pelo ponto de vendas de drogas Aparecido dos Santos, conhecido como “Cidão” não estava na residência no momento da chegada dos policiais, por isso, não foi preso. Segundo o investigador Leandro, será pedida a prisão preventiva de Cidão que é suspeito de ser o principal traficante de drogas do bairro.

Nas buscas feitas na casa foram apreendidos além da droga, três aparelhos de DVD, treze aparelhos celular, três relógios de pulso, sete facas, três tesouras, material para embalagem de drogas, um caderno com a anotação da contabilidade da venda de drogas e R$ 227,00 em dinheiro. Uma câmera de vigilância foi apreendida e, segundo a equipe da DISE, seria instalada no imóvel para monitorar uma possível chegada da polícia.

As duas acusadas e os dois usuários foram levados para a DISE, onde os dois indivíduos foram ouvidos e liberados. Pamela e Valquíria foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas e, depois de passarem por exame de corpo delito no I.M.L. (Instituto Médico legal) de Araraquara, foram conduzidas para a cadeia pública feminina de Santa Ernestina.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade