Select Page

PM prende dupla após explosão de caixa eletrônico em Ribeirão Bonito

Da redação

Dois homens foram presos pela Polícia Militar na madrugada dessa terça-feira (15) acusados de participar da explosão de um caixa eletrônico em Ribeirão Bonito. Segundo a Polícia Civil da cidade, eles tinham a função de “olheiros” da quadrilha que era formada por mais quatro pessoas.

A agência atacada é a do Banco do Brasil que fica na região central da cidade. Este ano o mesmo banco foi alvo de ladrões por três vezes. No dia 19 de março bandidos também explodiram um dos caixas.

Segundo a Polícia Militar, por volta de 3h, os policiais foram informados por moradores que dois veículos estavam rondando o banco e quando eles

saíam da sede do pelotão PM avistaram uma Ford/Courier, branca, com placas de Sumaré, estacionada nas proximidades. Dentro do veículo um homem foi abordado e tentou enganar os policiais dizendo que estava perdido na cidade. Ele monitorava a saída de viaturas da base da PM. “Os dois elementos detidos foram usados como olheiros para os autores principais do crime, porém não deixarão de responder pelo ato. Eles foram autuados e recolhidos ao Centro de Triagem de São Carlos. Apesar dos elementos não estarem no local dos fatos, eles apresentaram para a polícia informações desencontradas, eles mentiram para a polícia”, disse em declaração o delegado Marco Aurélio Gonçalves Costa.

Enquanto o suspeito era abordado houve a explosão do caixa eletrônico. Com o apoio de outras viaturas de Dourado e São Carlos os policiais cercaram o banco e descobriram que quatro homens haviam se evadido em um Fiat/Punto, prata, também de Sumaré. Uma testemunha chegou a segui-los de moto até a saída da cidade. Eles estavam fortemente armados com metralhadoras e fuzis e conseguiram levar uma quantia em dinheiro não informada pelos representantes do banco. O caixa eletrônico que foi explodido foi abastecido no último domingo e segundo a polícia, os ladrões tinham essa informação. Após a explosão, cerca de R$ 9 mil ficaram espalhados pelo chão do banco.

A PM continuou a patrulhar as ruas da cidade e encontrou o suspeito de ser o segundo “olheiro” do bando. Ele disse que havia sido seqüestrado e foi sido deixado em Ribeirão Bonito pelo motorista da Ford/Courier. O celular de um dos acusados foi encontrado em uma praça perto do banco, o que reforça a participação deles no crime.

A Polícia Civil acredita que o bando seja o mesmo que atacou a agência no mês de março e atuou em outras cidades da região, por ter as mesmas características de outros crimes que a quadrilha vem realizando.

Os dois suspeitos foram levados até a delegacia de Ribeirão Bonito, onde foram autuados por furto qualificado e formação de quadrilha. Eles não possuem passagens pela polícia e estão presos no Centro de Triagem de São Carlos. A polícia acredita que a quadrilha seja da região de Campinas.

Advertisement

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos