Select Page

PF deflagra operação recidiva contra grupo que ameaçava servidores públicos

PF deflagra operação recidiva contra grupo que ameaçava servidores públicos

A Polícia Federal deflagrou na manhã dessa terça-feira (4) a Operação Recidiva para desarticular um grupo criminoso que ameaçava servidores públicos. A organização, alvo em abril deste ano da Operação Púnico, era especializada em inserir dados falsos nos sistemas de informação do INSS e criar benefícios a pessoas que não tinham direito a eles.

Após o esquema ser descoberto pela PF, em março, servidores passaram a ser ameaçados para permitir a continuidade das fraudes. Em abril foi realizada a Operação Púnico contra o grupo criminoso, mas apesar das três prisões, as ameaças não cessaram o que gerou novas investigações e a ação policial de ontem.

Foram cumpridos 9 mandados busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, além de um novo mandado de prisão contra o homem preso em abril. As ações ocorrem nos municípios de São Paulo, Praia Grande, Diadema, Ribeirão Pires e Aguai. Todos os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal Federal de Santo André.

O grupo investigado forjava documentos e, em conluio com o servidor preso em abril, obtinha benefícios de auxilio reclusão fraudulentos para presos que não tinham direito ao benefício. Como após a Operação Púnico as ameaças contra a chefe da agência do INSS continuaram, investigações levaram à líder dos investigados, pessoa presa ontem.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos