Selecione a página

Operação do GAECO prende integrante de quadrilha de falsários em Araraquara

Operação do GAECO prende integrante de quadrilha de falsários em Araraquara

Uma operação realizada pelo Ministério Público através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu um araraquarense suspeito de praticar crimes contra instituições bancárias, falsificações de documentos e lavagem de dinheiro. Ele foi detido na manhã dessa terça-feira (27) em seu apartamento localizado em um edifício na rua Maria Janasi Biagioni, no Centro.
De acordo com a Polícia Civil, outros nove integrantes da quadrilha que é acusada de praticar fraudes contra instituições bancárias que chegam a R$ 1 milhão, também foram presos nas cidades de Limeira e Jundiaí. O suspeito preso em Araraquara foi conduzido para a Delegacia Seccional de Limeira.
A operação da Polícia Civil contou com o apoio de equipes da Força Tática da Polícia Militar de Araraquara.
A Força tarefa montada pelo Ministério Público para desmantelar a quadrilha contou com 13 Promotores de Justiça, cerca de 100 policiais militares e os agentes do Gaeco de Piracicaba e de Campinas.
A quadrilha foi descoberta após a quebra dos sigilos bancários, fiscais e telefônicos de seus integrantes pelo Gaeco que conseguiu comprovar que a organização criminosa usava empresas que não tinham fôlego financeiro para contrair empréstimos bancários. Eles conseguiam realizar essas operações financeiras com apoio de um fraudador, responsável por adquirir documentos, e nunca quitavam os empréstimos, uma vez que os sócios das empresas não tinham patrimônio para saldá-los e nunca eram localizados pela Justiça quando ocorria a cobrança dos débitos.
Durante a operação, os policiais cumpriram 12 mandados de prisão preventiva expedidos pelo Juiz da 1ª Vara Criminal de Limeira a pedido do Ministério Público.
Os réus foram denunciados pela prática de organização criminosa, estelionato, lavagem e ocultação de bens e também uso de documento falso. As penas para estes crimes variam de 1 a 10 anos de reclusão.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade