Selecione a página

Mulheres são flagradas tentando entrar em presídios com droga escondida no sutiã

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), na Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho, por volta de 9h30 desse domingo (17), uma visitante foi flagrada tentando adentrar a unidade prisional com entorpecente escondido no sutiã. O fato ocorreu durante o procedimento de revista, quando uma das […]

A maconha estava escondida dentro do sutiãNo último final de semana, agentes de segurança barraram a entrada de visitantes com material ilícito em vários presídios da região. Em alguns casos, mulheres foram flagradas com drogas escondidas em sutiãs e absorvente.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), na Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho, por volta de 9h30 desse domingo (17), uma visitante foi flagrada tentando adentrar a unidade prisional com entorpecente escondido no sutiã. O fato ocorreu durante o procedimento de revista, quando uma das agentes de segurança que acompanhava a visitante sentiu um forte cheiro de maconha. Ao ser indagada, a mulher acabou confessando que carregava a droga no bojo do sutiã. O entorpecente pesava aproximadamente 131 gramas.

A mesma tática foi usada por outra visitante que, por volta de 13h45, tentou entrar na penitenciária portando material ilícito escondido no bojo do sutiã. O flagrante ocorreu no momento da revista de rotina, quando uma das funcionárias percebeu certo nervosismo da mulher. Quando indagada, ela acabou confessando que carregava maconha no sutiã. As agentes de segurança a levaram para um local separado e ela retirou de forma voluntária aproximadamente 14 gramas de maconha.

Penitenciária I de Serra Azul

Outro caso envolvendo droga nas partes íntimas ocorreu no sábado (16), na Penitenciária I de Serra Azul. O flagrante foi por volta de 8h30, quando a visitante, esposa de um preso, passava pelo scanner corporal. O equipamento registrou um objeto desconhecido na calcinha da mulher. As agentes de segurança levaram a mulher para um local separado para revista e ela acabou retirando de forma voluntária das partes íntimas um absorvente contendo 50 gramas de cocaína.

Em todos os casos a Polícia Militar foi acionada para lavrar boletim de ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os ilícitos.

De acordo com a SAP, visitas tentando adentrar com materiais proibidos dentro de unidades prisionais são automaticamente suspensas do rol de visitantes.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade