Select Page

Mulheres do Centro de Ressocialização participam de ação preventiva ao uso de drogas

As 96 reeducandas da unidade participaram da palestraNessa quinta-feira (15), foi realizado no Centro de Ressocialização Feminino (CR) de Araraquara, uma palestra de prevenção ao uso nocivo de drogas lícitas e ilícitas para as reeducandas na unidade. Participaram da ação preventiva toda população da unidade, no total de noventa seis mulheres.

Na palestra, que fez parte da 3ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade, realizada entre os dias 12 e 16 na unidade prisional, foram abordados assuntos gerais e específicos sobre os riscos e consequências físicas, a saúde e sociais do uso de droga, assim como risco do uso precoce, além de cuidados especiais com filhos jovens e adolescentes. Dando ênfase ao efeito das drogas no organismo feminino, muito pior e prejudicial do que em homens, mediantes fatores neurológicos e do fato da mulher possuir organismo diferente do masculino. As reeducandas participaram de dinâmicas sobre prevenção, de como falar sobre drogas com seus filhos e serem mais atentas aos riscos da presença, e do uso de drogas entre os ambientes que os filhos frequentam como escolas e lugares públicos. A palestra denominada, Drogas na atualidade – Legal é prevenir foi ministrada pelo professor Marcio Servino, Conselheiro Tutelar, membro do Conselho de Políticas sobre drogas e da LIGA da Prevenção, grupo este formado por cidadãos de diversas áreas da cidade e região.

Esta foi a terceira vez que Servino, convidado pela diretora da unidade Dra. Jucelia Gonçalves, ministrou palestra no Centro de Ressocialização Feminino de Araraquara.

Para ele, a questão do uso de drogas e seus problemas sociais e físicos exige uma abordagem multidisciplinar e está imersa em uma questão complexa, que não pode ser resolvida com soluções mágicas e muito menos com hipocrisia. Exige empenho, uma boa dose de perseverança e deve ser abordada com um mínimo de realidade e pragmatismo, sendo parceiras e ações como essa fundamental para o desenvolvimento da sociedade e das pessoas que lá estão. Marcio faz questão de frisar que a acolhida e o carinho das mulheres que ali se encontram, assim como de toda equipe da unidade é algo muito especial todas as vezes que esteve palestrando.

A ação preventiva realizada é classificada por Servino, como seletiva e indicada, pelo fato de 95% das detentas terem sido presas por problemas decorrentes do tráfico de drogas. Ela faz parte da 3ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade realizada desde 2015, em todo sistema prisional do estado de São Paulo, que faz parte de um projeto da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), visando parcerias com vários segmentos da sociedade a fim de propiciar uma vasta gama de atividades voltadas ao preso, que vão desde a retirada de documentos pessoais ao acesso aos órgãos públicos que se tornam muitas vezes impossíveis pelo reeducando.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos