Selecione a página

Forte esquema de segurança no Fórum de Araraquara

Da Redação

Ontem, o Fórum estadual de Araraquara teve intensa movimentação a partir das 9 horas da manhã. O Juiz de Direito titular da 2ª Vara Criminal marcou para este dia 2 de julho, a partir das 9h, a instrução no processo 0000209-38.2012.8.26.0037 que possui 81 pessoas denunciadas pelo Ministério Público.

Cada um dos réus pode arrolar cinco testemunhas, assim como a acusação o mesmo número. Ontem, designada instrução num dos processos, visto que ocorreu o seu desdobramento. Assim, não se trata de um único volume, mas de vários volumes e contendo três desmembramentos.

O que seria o desdobramento? Como dos 81 denunciados 17 foram presos em flagrante ou estão com a prisão preventiva decretada, o Juiz determinou a extração de cópias de todo o processo, desmembrando-o dos outros 74 denunciados e, assim, como os processos de réus presos são urgentes nos seus trâmites, tiveram esta primeira audiência designada para ontem.

Denunciados por tráfico de entorpecentes, formação de quadrilha os dezessete presos em flagrante e ou com a prisão preventiva decretada ouviram cinco testemunhas de acusação, sendo que agora serão ouvidas as suas, de defesa, para posterior interrogatório de cada um dos presos.

E para isso foi utilizado o salão do Tribunal do Júri, tamanho o número de denunciados e de seus respectivos advogados. No total são 16 advogados que defendem os denunciados.

Intensa força policial fez-se presente no fórum, a maioria da policia civil com resguardo àparte interna do prédio do fórum, enquanto a polícia militar cuidou da parte externa. Os presos são todos oriundos de penitenciárias do Estado e, segundo se a denuncia feito estariam ligados ao chamado PCC.

As audiências cíveis e criminais das demais varas judiciais foram todas suspensas para assegurar plena segurança às autoridades, servidores e pessoas que necessitavam estar no fórum nessa tarde de segunda feira. Toda a segurança foi mantida, segundo a segundo, sendo que, outras audiências serão designadas, mas em cadernos distintos.

O próximo passo seráa designação de audiência dos denunciados que estão presos por outros processos – e não unicamente por esse, de ontem. Nessa audiência, também serão inquiridas as cinco testemunhas arroladas pelo Ministério Público e outras das defesas, sendo que não se identificou até o momento o número exato de presos que estarão nessa segunda audiência no processo referente ao segundo desmembramento.

E por fim, viráuma terceira audiência, nesta estarão presentes os denunciados que estão soltos, aguardando o julgamento em liberdade, portanto, sem pressa ou necessidade de acelerar-se a decisão. Todavia, a intenção do Ministério Público e do juízo criminal éo mais rápido possível realizar toda a instrução processual com a inquirição de testemunhas e os interrogatórios, sendo que todo o cuidado tem se efetivado para que se evite nulidades processuais.

De um crime de morte surgiu esse amontoado de denunciados

A Policia Civil de Araraquara, em março do ano passado, passou a proceder investigações de um latrocínio ocorrido em Araraquara, quando um fazendeiro de Posses, GO, de 49 anos, foi morto com um tiro na cabeça durante uma tentativa de assalto. Ao investigar esse crime, a Delegacia de Investigações Gerais, DIG identificou uma rede criminosa tudo por meio de interceptações telefônicas.

E realizada essa primeira etapa das investigações, os Delegados da CIG conseguiram na justiça proceder à interceptação telefônica de várias pessoas envolvidas em vários crimes. E em dezembro do ano passado, 23 pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil realizada em Araraquara, Matão e Rio Claro.

Concluído o inquérito policial, com provas documentais e testemunhais, 89 pessoas foram presas e outras indiciadas por ligação com a facção.

Com o inquérito policial, a Promotoria de Justiça denunciou os envolvidos por formação de quadrilha especializada e associação com o tráfico de drogas e, alguns ainda por latrocínio, roubo e porte ilegal de arma.

A maioria desses denunciados possuem outros processos, jájulgados e outros a serem, sendo que o de Araraquara e que motivou intensa movimentação no fórum estadual nãoéo único.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade