Select Page

Centenas de veículos participam de carreata em apoio à greve dos caminhoneiros



Carros, motocicletas, vans, bicicletas e até a Carreta Avassaladora participaram da ação em Araraquara

Da redação

Centenas de araraquarenses prestaram apoio ao movimento grevista dos caminhoneiros, na noite dessa sexta-feira (25) ao participarem de uma carreata organizada pelo jornalista Sergio Caires com o apoio do Grupo Direita São Paulo-Araraquara. Cerca de 500 veículos, entre carros, motos e vans, integraram o cortejo. Muitos deles pediam a “Intervenção Militar já”.

A carreata foi acompanhada por duas viaturas do setor de Trânsito e três da Polícia Militar, que controlaram o tráfego de veículos nas vias por onde o cortejo passou. O trajeto teve início em frente ao Gigantão e percorreu parte da Avenida Bento de Abreu, depois acessou a Via Expressa e seguiu pela Avenida Padre José de Anchieta até chegar próximo ao Posto Morada do Sol, que fica às margens da Rodovia Washington Luís (SP-310), onde se concentram cerca de 1.500 caminhões.

ciclistas

Além dos carros, vans e motocicletas, a reportagem de O Imparcial apurou que o ‘Grupo Pedal’ participou com 8 ciclistas, que também apoiam a greve dos caminhoneiros. A Carreta Avassaladora aderiu ao movimento e acompanhou a carreata com seus personagens alegrando os participantes.

Ao longo do percurso o número de veículos teve um grande aumento devido à adesão de quem não sabia do evento, mas resolveu participar.

A carreata terminou nas proximidades do posto, onde os caminhoneiros estão reunidos e, em seguida, os veículos se dispersaram.

O organizador agradeceu a participação dos agentes de trânsito e da Polícia Militar e considerou o evento um sucesso. Sérgio agradeceu a participação do povo araraquarense que apoia a luta dos motoristas de caminhão.

“Ordem é não sair”, dizem caminhoneiros

Apesar do acordo fechado nessa quinta-feira (24), com as lideranças de caminhoneiros em Brasília, nas estradas a situação é outra. A ordem é não sair afirmam grevistas.
Em pronunciamento no início da tarde de ontem (25), o presidente anunciou que o objetivo do uso do plano de segurança é “superar os graves efeitos do desabastecimento causado por essa paralisação”. Ele solicitou ainda que os governadores façam o mesmo.

Michel Temer disse que  “Quem bloqueia estradas, quem age de maneira radical, está prejudicando a população. E, saliento, será responsabilizado”.
O caminhoneiro André Fortunato, que participa do movimento em Araraquara, diz que de agora em diante é uma queda de braço para saber quem é mais forte, pois a população também está aderindo à causa. André afirmou ainda que eles não estão parando caminhões com merenda alimentar, remédios, oxigênio. “Quem não dá remédios e rouba merenda não são os caminhoneiros”. Sobre a Força Nacional, ele acredita que a força da população é maior que a do governo.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos