Selecione a página

Bebê de 1 ano e 4 meses morre afogado em banheira em Américo Brasiliense

Padrasto teria deixado criança sozinha por 15 minutos para montar uma cama

José Augusto Chrispim

Um bebê de 1 ano e 4 meses morreu afogado por volta de 12h30 de ontem (15), dentro de uma banheira em sua casa no bairro Jardim Ponte Alta, em Américo Brasiliense.

Segundo o cabo PM Mantoanelli, o padrasto da criança contou que havia dado banho no bebê e, em seguida, o teria deixado brincando sozinho na banheira, que estava no banheiro da residência. Ainda de acordo com o cabo, o padrasto relatou que escutou o barulho da criança se debatendo na água, mas pensou que ela estava brincando. Quando foi até o banheiro pegar o bebê, percebeu que ele já estava sem movimentos e não respirava.

O rapaz ligou para um médico, que o orientou a fazer a ressuscitação na criança, tampando seu nariz e fazendo respiração boca a boca. Como não houve resposta, o rapaz acionou o SAMU, que foi até o local e socorreu o bebê para o Pronto Socorro de Américo Brasiliense, aonde ele veio a falecer. A Polícia Científica foi acionada e periciou o local do acidente.

No momento do acidente, a mãe da criança estava trabalhando. Ela ficou inconsolável com a notícia. Ela já havia perdido uma filha recém nascida, que teria nascido com problemas de saúde há aproximadamente 6 meses.

Os pais foram levados para a Delegacia de Plantão de Araraquara para serem ouvidos. O padrasto poderá responder pelo crime de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar).

A criança será sepultada hoje (16) no cemitério de Américo Brasiliense.

Bebê de 1 ano e 4 meses morre afogado em banheira em Américo Brasiliense

Padrasto teria deixado criança sozinha por 15 minutos para montar uma cama

José Augusto Chrispim

Um bebê de 1 ano e 4 meses morreu afogado por volta de 12h30 de ontem (15), dentro de uma banheira em sua casa no bairro Jardim Ponte Alta, em Américo Brasiliense.

Segundo o cabo PM Mantoanelli, o padrasto da criança contou que havia dado banho no bebê e, em seguida, o teria deixado brincando sozinho na banheira, que estava no banheiro da residência. Ainda de acordo com o cabo, o padrasto relatou que escutou o barulho da criança se debatendo na água, mas pensou que ela estava brincando. Quando foi até o banheiro pegar o bebê, percebeu que ele já estava sem movimentos e não respirava.

O rapaz ligou para um médico, que o orientou a fazer a ressuscitação na criança, tampando seu nariz e fazendo respiração boca a boca. Como não houve resposta, o rapaz acionou o SAMU, que foi até o local e socorreu o bebê para o Pronto Socorro de Américo Brasiliense, aonde ele veio a falecer. A Polícia Científica foi acionada e periciou o local do acidente.

No momento do acidente, a mãe da criança estava trabalhando. Ela ficou inconsolável com a notícia. Ela já havia perdido uma filha recém nascida, que teria nascido com problemas de saúde há aproximadamente 6 meses.

Os pais foram levados para a Delegacia de Plantão de Araraquara para serem ouvidos. O padrasto poderá responder pelo crime de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar).

A criança será sepultada hoje (16) no cemitério de Américo Brasiliense.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade