Select Page

Vacinação contra sarampo e poliomielite acontece de 4 a 31 de agosto



Campanha na rede municipal de Saúde de Araraquara focará crianças entre um e quatro anos

Vacinação contra sarampo e poliomielite acontece de 4 a 31 de agosto

Entre os dias 4 e 31 de agosto, com o Dia D em 4 e 18 de agosto, Araraquara realizará a campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, focada para crianças entre um e quatro anos de idade.

É que após ter recebido da ONU (Organização Mundial da Saúde), em 2016, o certificado de erradicação da doença, o Brasil volta a registrar casos de sarampo em alguns estados, com surtos em Roraima e no Amazonas.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Mariana Câmara, explica a importância da vacina e como a doença é transmitida.

 “A transmissão do sarampo se dá por via respiratória, com a pessoa contaminada conversando, espirrando ou tossindo, já que se trata de um vírus que se propaga muito rapidamente. Isso faz com que num aglomerado de pessoas seja disseminado o vírus, que sobrevive por cerca de duas horas em superfícies”.

Mariana acrescentou que um dos sintomas da doença é o surgimento de manchas vermelhas, começando no rosto e se espalhando pelo corpo.

Diferentemente de outras doenças, como dengue e catapora, as manchas do sarampo pelo corpo não provocam coceiras. Mas causam febre alta, coriza, tosse e conjuntivite.

 “Como consequência mais grave, o sarampo pode provocar encefalite, inflamação dos ouvidos,  pneumonia e fortes diarreias, causando desidratação e, em casos mais, graves, até provocar a morte”. Em gestantes, o sarampo pode provocar aborto, parto prematuro ou má formação do feto.

Cronograma

Conforme disse Mariana Câmara, a única forma de se prevenir contra o sarampo é a vacina, que é extremamente segura e protege a

pessoa em quase 99%.

Pelo calendário oficial, deve tomar a primeira dose todo bebê de um ano de vida, com um reforço três meses depois, junto com a vacina contra a varicela.

Em relação aos adultos, é preciso checar pela carteirinha de vacinação se até os 29 anos de idade a pessoa recebeu as duas doses da vacina tríplice viral, que incluía a do sarampo.

Quem tem entre 30 e 49 anos ter tomado, no mínimo, uma dose da vacina. Somente a partir dos 50 anos não é necessário, segundo o Ministério da Saúde, que entende que as pessoas a partir dessa idade estejam imunes à doença.

As contra indicações incluem apenas gestantes, ou pessoas que tenham alguma imunodeficiência.

Em Araraquara, a campanha contra o sarampo, que inclui a vacina contra a poliomielite, irá de 4 a 31 de agosto, com o Dia D em 4 e 18 de agosto.

As doses serão aplicadas em toda a rede municipal de Saúde, incluindo o Sesa – Serviço Especial de Saúde de Araraquara.

Registro

Embora o Estado de São Paulo tenha registrado dois casos de sarampo este ano (um em Ribeirão Preto, em abril, outro na capital, em junho, ambos importados), há um surto nos estados de Roraima e Amazonas, o que reforça a necessidade da prevenção.

Um dos motivos que pode ter contribuído para a volta dos casos da doença no País pode ser a baixa cobertura vacinal, o que reforça a importância da campanha de agosto.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos