Selecione a página

Um novo tempo virá?

Por Genê Catanozi

Um novo tempo virá?

O conceito de mudança é muito relativo, pode-se usar esta palavra para tentar sair do anonimato e começar a ter um pouco mais de popularidade.

Nenhum tipo de mudança ocorre de um dia para o outro, ao fantasiar a mente que tudo é possível das duas uma, ou se está a um passo da loucura ou acredita-se que se vive em outro mundo.

Ao se falar em mudanças disso ou daquilo, em nenhum momento da história esse tipo de pensamento barato e enganador se referem ao bem comum. As ideologias na maioria das vezes estão atreladas a vaidade dos homens que não tem o que fazer, isto é, pretendem implantar uma ideia equivocada de si mesmo. Ao tentar implantar seus ideais obscuros facilmente sua ideia é comprada por aqueles que ainda não entenderam que olhar atrás da montanha é um dos caminhos que se deve percorrer antes de ser enganado.

O homem como ser social esquece na maioria das vezes de seu melhor atributo que é a sua própria essência. Na medida em que seu ego começa uma transformação para a enganação, para seu narcisismo o todo fica totalmente comprometido. É só dar qualquer tipo de poder e claramente começa uma transformação do caráter e principalmente seus valores são jogados tremendamente no lixo, e com isso ele talvez leve uma enxurrada de bodes expiatórios.

Por que será que os seres humanos se deixam enganar? A falha talvez esteja na própria conduta anticultural, uma vez que, o conhecimento propicia a saída da ignorância, isso pode ser que sim como também pode ser que não. Infelizmente, até o conhecimento está sendo substituído pela informação que são completamente diferentes no sentido de conceito.

Nesse vai e vem de sempre acreditar em “alguém” é onde talvez esteja o “xis” da questão. Acreditar demasiadamente em outro “alguém” de carne e osso sempre levará a uma grande frustração. Ninguém tem a supremacia de ser perfeito, no acreditar cegamente deixamos de ver os defeitos mais escondidos, é o tal negócio, lobos famintos em pele de cordeiro manso.

Ninguém pode nos tirar a nossa dignidade sem a nossa plena autorização, está certo que semelhantes se atraem, está certo que alguns merecem uma outra realidade para fugir de seus verdadeiros objetivos pessoas em detrimento de suas mesquinhas mazelas.

No frigir dos ovos, a humanidade ainda precisa caminhar longos passos para começar a trilhar a porta estreita. Esta é mais difícil e a mais vantajosa. Esta porta permite um grande amadurecimento do caráter e um caminhar mais firme e duradouro. A porta aberta produz fraqueza do caráter, vaidade a todo vapor, destruição de valores universais, promovendo a geração de conflitos inimagináveis. E ai já é tarde demais para voltar atrás.

Ambição, vaidade, competitividade desleal, espíritos tacanhos estão aos montes por ai, cabe a todos ter um verdadeiro olhar de lince para enfrentar essas porcarias. Se o mundo está desse jeito é porque a porcaria tenta tomar conta, e devemos responder sim com todas as nossas forças, pois estamos de passagem nesta terra e estamos para o der e vier. E se tivermos medo vamos com medo mesmo deixar a nossa boa marca.

E já que ninguém nasceu de chocadeira o negócio é tentar sair da zona de conforto e botar a mão na massa.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade