Selecione a página

‘Se quer levar mais de 10 quilos, pague’, diz Bolsonaro após veto a bagagem gratuita

‘Se quer levar mais de 10 quilos, pague’, diz Bolsonaro após veto a bagagem gratuita

Um dia após vetar a gratuidade das bagagens em voos domésticos, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, nesta terça-feira (18), que o passageiro que quiser carregar mais de 10 quilos em voos nacionais deve pagar por isso, pois as empresas aéreas alegaram que a gratuidade seria um “empecilho” para o setor.

“Com todo o respeito, quer fazer uma viagem e quer levar mais de 10 quilos, pague, pô, sem problema nenhum”, afirmou o presidente.

Bolsonaro deu as declarações ao comentar o veto que fez, na segunda-feira (17), a um trecho de uma medida provisória (MP) que determinava a gratuidade para bagagens de até 23 quilos em aviões com capacidade acima de 31 lugares, nos voos domésticos.

“As empresas menores alegavam que seria um empecilho. Eu fiz uma conta para um avião com 200 pessoas, 20 quilos a mais para cada um, é um gasto a mais. Eu sempre viajei sem mala no avião. Então, eu estaria pagando pelos outros”, argumentou Bolsonaro.

Com o veto, as empresas aéreas poderão voltar a cobrar pelas bagagens despachadas, com exceção de bagagens de mão de até 10 quilos. No entanto, o Congresso Nacional poderá derrubar o veto presidencial quando analisá-lo.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade