Select Page

Quebra de sigilo de Flávio atinge ex-assessores do presidente



Ministério Público também levantará dados fiscais de cinco atuais funcionários do senador

Quebra de sigilo de Flávio atinge ex-assessores do presidente

Em sua investigação sobre o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o Ministério Público do Rio (MPRJ) definiu como alvos de quebra de sigilo bancário e fiscal nove pessoas que já atuaram como funcionários do atual presidente Jair Bolsonaro em seus mandatos como deputado federal. Cinco assessores atuais de Flávio também são alvos do pedido de afastamento de sigilo autorizado no último dia 24 pelo juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio.

A quebra dos sigilos, que envolve um total de 86 pessoas e nove empresas, é o primeiro passo judicial de investigação após um relatório do governo federal, há mais de 500 dias, ter apontado movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta bancária de Fabrício Queiroz, policial militar aposentado que era uma espécie de chefe de gabinete de Flávio na Assembleia.

Além do volume movimentado na conta de quem era apresentado como motorista de Flávio, chamou a atenção a forma com que as operações se davam: depósitos e saques em dinheiro vivo, em data próxima do pagamento de servidores da Assembleia, onde Flávio foi deputado durante 16 anos (2007-2018).

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos