Selecione a página

Processo de retirada de lodo em lagoas na Estação de Tratamento de Esgoto continua

Processo de retirada de lodo em lagoas na Estação de Tratamento de Esgoto continua

Na terça-feira (09), o vereador e vice-presidente da Câmara Municipal, Edio Lopes (PT), esteve na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), juntamente com o superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), Donizete Simioni, e outros servidores da autarquia para verificar as melhorias que estão sendo feitas no local.

Desde julho, as duas lagoas de sedimentação da ETE estão passando por uma limpeza, visando à retirada de 60 mil m³ de lodo acumulado. Atualmente, a eficiência de tratamento é por volta dos 60%, mas a meta é chegar aos 80% até 2020.

A empresa Fos Engenharia é a responsável pelo processo de remoção, feita por meio de dragagem e desidratação do lodo. O resíduo fica armazenado em geobags, uma espécie de bolsa filtrante, durante 15 meses, até secar e ser descartado corretamente. O investimento nessa obra é de aproximadamente R$ 2,6 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão são recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e R$ 1,1 milhão são recursos próprios do Daae.

De acordo com Simioni, a retirada do lodo é parte de um processo iniciado em 2017. “Há um grande empenho para que a ETE volte a funcionar com uma eficiência acima dos 80%, como era antigamente. Também estamos recuperando o sistema de aeração”, pontou o superintendente.

Para o parlamentar, as manutenções na ETE devem continuar sendo feitas regularmente. Além disso, Lopes parabenizou o Daae pelas obras. “Com esses investimentos, Araraquara pode ser considerada um exemplo ao cuidar do seu esgoto e da sua água. A retirada do lodo é um passo importante, já que desde a inauguração, em 1998, esse procedimento nunca foi feito”, destacou.

 

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade