Select Page

População de Araraquara e região ganha mais acolhimento e conforto com nova recepção da Santa Casa



Além da moderna recepção central, revitalização da fachada inclui melhorias no setor
de Urgência e Emergência, paisagismo, segurança e acessibilidade

População de Araraquara e região ganha mais acolhimento e conforto com nova recepção da Santa Casa

Depois de nove meses em reforma, a Santa Casa de Araraquara reabre nesta quinta-feira
(19/7) a recepção central para o público – na Rua Voluntários da Pátria (Rua Cinco). A
estrutura física foi revitalizada de forma a preservar a arquitetura original, do século
passado, sem deixar de lado a modernização pela qual o hospital vem passando nos
últimos anos.
“Procuramos manter a identidade do projeto, a Santa Casa é um patrimônio afetivo da
cidade. Gostamos dessa expressão carinhosa e queremos que a população tenha essa
sensação ao entrar aqui”, diz o provedor da instituição, Valter Curi.
Pensando no bem-estar e na qualidade do atendimento prestado à comunidade, a Santa
Casa entrega para a cidade e região uma recepção moderna, com ambiente climatizado,
poltronas confortáveis e controle de acesso. Além disso, os setores assistenciais de
Serviço Social, Ouvidoria e Núcleo Interno de Regulação (NIR) agora estão
concentrados na recepção, organizados em um local de fácil acesso para os usuários.
A reforma na entrada da Urgência e Emergência, uma das principais portas do hospital,
melhorou o fluxo, fundamental para a agilidade nos atendimentos de casos graves, e
elevou os níveis de segurança (trânsito e acesso de pacientes) e de privacidade.
Para facilitar a locomoção de pessoas com necessidades especiais e pacientes em
recuperação, que dependem temporariamente de cadeira de rodas, a calçada em frente à
fachada foi adequada, tornando-se uniforme.
“É importante deixar claro que essa é uma obra que vai além da fachada. Há uma gama
imensa de melhorias para que os pacientes, visitantes e acompanhantes sintam-se
acolhidos desde sua entrada no hospital”, comenta Curi. “Mais árvores foram plantadas,
o paisagismo valoriza o prédio, os bancos sugerem convívio, a calçada é pensada em
função da acessibilidade, a rampa ao lado da escada, também”, enumera. “O acesso é
pensado como um todo e para todos. Porque aqui nós não recebemos pessoas, nós
acolhemos pessoas, o que é muito diferente”, afirma Curi.
Recursos próprios
Todo o trabalho de revitalização foi realizado com recursos próprios, o que atesta os
resultados do modelo de gestão profissional adotado pela atual diretoria. “Como somos

uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, empregamos os recursos dos convênios
e atendimentos privados para financiar o SUS [Sistema Único de Saúde]. Essa é uma
tendência já em prática em alguns dos principais centros de saúde do País”, explica o
diretor-geral da Santa Casa de Araraquara, Jader Pires.
Para Curi, a obra fecha com chave de ouro um período de mais de dez anos de trabalho
árduo. “Ainda não chegamos onde pretendemos, mas analisando o caminho que já
percorremos até aqui e tudo que superamos, podemos afirmar que estamos na direção
certa, sempre em busca da excelência”, avalia Curi.

Foto: Suze Timpani/Jornal O Imparcial

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos