Selecione a página

PF faz operação em gráficas

Temer considera naturalDepois de anunciar, em Maceió, investimentos para combater os efeitos da seca no Nordeste, o presidente Michel Temer avalizou a operação da PF. Ele considerou a ação natural.“Faz parte da investigação. Isso é natural, não há nenhuma irregularidade nisso. A investigação segue adiante com depoimentos, perícias, enfim, fatos como este que visam exatamente […]

A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff divulgou nota nessa terça-feira com o argumento de que todas as empresas gráficas contratadas pela chapa eleitoral Dilma-Temer, em 2014, atenderam aos requisitos legais e de capacidade operacional, e que todos os serviços contratados foram prestados, respeitando os preços de mercado. A explicação é uma reação ao pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) à Polícia Federal, que cumpriu ontem mandados de busca e apreensão em cerca de 20 endereços de empresas subcontratadas por gráficas que prestaram serviços à campanha da petista.
A defesa de Dilma argumenta ainda que as gráficas que estão sendo periciadas prestaram serviços em outras campanhas eleitorais de políticos diversos, como as dos tucanos Aécio Neves e José Serra. O advogado da petista, Flávio Caetano, volta a afirmar que a defesa da ex-presidente encaminhou ao TSE mais de 8.000 documentos que não teriam sido totalmente analisados no processo.
O advogado diz que causa “perplexidade” que a decisão do relator do caso, o juiz Herman Benjamin, tenha sido proferida no meio do recesso do Judiciário, uma vez que o processo de investigação da chapa Dilma-Temer já dura dois anos. E pede direito ao contraditório. Caetano critica também a colheita de depoimentos sem a presença dos advogados das partes.
A defesa de Dilma Rousseff renova seu pleno respeito aos princípios de Estado Democrático de Direito e confia que a Justiça Eleitoral, novamente, reconhecerá a absoluta regularidade das despesas contratadas pela chapa Dilma-Temer.

Temer considera natural
Depois de anunciar, em Maceió, investimentos para combater os efeitos da seca no Nordeste, o presidente Michel Temer avalizou a operação da PF. Ele considerou a ação natural.
“Faz parte da investigação. Isso é natural, não há nenhuma irregularidade nisso. A investigação segue adiante com depoimentos, perícias, enfim, fatos como este que visam exatamente a instruir o processo que está no Tribunal Superior. Nenhuma preocupação”, disse Temer em rápida entrevista coletiva.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade