Selecione a página

Pesquisa do Mestrado em Ciências Odontológicas da Uniara procura voluntários com problemas de Black Space

Após triagem, selecionados receberão tratamento gratuito

Pesquisa do Mestrado em Ciências Odontológicas da Uniara procura voluntários com problemas de Black Space

Os estudantes do Programa de Pós-Graduação – PPG em Ciências Odontológicas da Universidade de Araraquara – Uniara, Jussara Wagner Alves Ferreira, que é aluna especial do mestrado, e Danilo Waideman Brachini, procuram voluntários para o projeto de pesquisa “Ganho Vertical de Papila para fechamento de Black Space”, orientado pela professora Thallita Pereira Queiroz. Após uma triagem, os selecionados receberão tratamento gratuito.

“Precisamos de pacientes que tenham espaços, chamados de Black Space, entre os dentes incisivos centrais superiores. Será realizado um tratamento minimamente invasivo com a utilização do ácido hialurônico, por meio de várias aplicações. Será preciso ir uma vez por mês para esse procedimento”, explica a Thallita.

Jussara ressalta que, para a triagem, os voluntários podem ter qualquer idade e lembra que não podem ser fumantes. “O Black Space incomoda o indivíduo tanto na questão de falar – o ar ‘escapa’ – quanto na de acúmulo de alimentos na boca. Em geral, não é um assunto muito abordado, e o processo que faremos é mais moderno”, destaca.

Thallita menciona que a linha de pesquisa já existe há três anos e que o primeiro estudo na literatura foi publicado em 2010. “É uma possibilidade muito interessante para quem tem Black Space, seja entre dentes, entre implantes ou ainda entre dente e implante, na área anterior. A literatura vem mostrando resultados positivos em relação ao uso do ácido hialurônico aplicado na papila – de três a cinco sessões. Ele estimula uma célula chamada fibroblasto, e queratinócitos basais, para a formação de um novo tecido, para alongar a papila”, detalha.

Se o paciente tiver bons cuidados em relação à higiene, de acordo com a docente, “sem fatores negativos que interfiram no processo, em teoria, o resultado vai permanecer, e não é necessário ficar reaplicando o produto após esse estímulo sobre a formação de tecido gengival novo que o ácido promove na proliferação de células na área da gengiva”.

Um projeto piloto já foi feito, “deu certo e acabou sendo a dissertação de mestrado de uma orientada”. “Vamos dar continuidade a essa pesquisa, que também é interessante porque desenvolvemos, durante o trabalho piloto – que já foi depositado para patente -, um dispositivo para fotografias padronizadas com a mesma angulação de cabeça”, finaliza Thallita.

Os interessados em participar do projeto de pesquisa podem entrar em contato com Jussara pelo telefone (16) 98141-2171 ou com a secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas da Uniara pelo telefone (16) 3301-7408. Informações sobre o PPG podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade