Select Page

Mãe: razão da existência de cada ser!



POR OSCAR D’AMBROSIO

Ao criar a mulher Deus criou a Mãe e com ela compartilhou o dom da vida. As mães propiciam uma nova oportunidade de evolução do espírito, transmitindo-lhe os princípios do amor fraternal, da moral e da ética, que o sustentará por toda sua existência, auxiliando na sua caminhada evolutiva, muitas vezes renunciando seu próprio bem-estar.

É no ventre materno que o ser humano é gerado. É no seio materno que recebe o calor do mundo exterior e seus primeiros alimentos. É a mão materna que lhe dá segurança para os primeiros passos. É a voz materna que dá as primeiras e fundamentais lições que servem para toda sua existência. É a mão que reúne a família.

Essa responsabilidade indelegável persiste por toda existência, porque ao ser mãe a mulher, ainda que instintivamente, vê nascer em si um enorme sentimento de doação, abnegação e mesmo devotamento em relação àquela criatura que depende do seu amor e da sua segurança.

Isso, e muito mais, encontramos em cada mãe, em nossas mães … fontes sublimes de amor, que neste plano vibratório representam a marca de Deus!

Homenageando todas as mães, invocamos a Mãe Santíssima, mãe de Jesus e nossa, porque mãe espiritual de toda humanidade, com a mensagem que carinhosamente nos foi ofertada pelo espírito do Irmão ALPE, ao proferir a seguinte oração:

“Ave Maria cheia de graça, bendita és entre os anjos.
Infiltra em cada alma a doçura do teu amor.
Faze de cada coração um tabernáculo de fé e de amor em honra a teu filho Jesus”.

Salve Maria … Salve todas as Mães!

Paulo Eduardo de Barros Fonseca é vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos