Selecione a página

Homem agredido por advogado segue internado em estado grave

Homem agredido por advogado segue internado em estado grave

José Augusto Chrispim

 

O advogado, de 37 anos, e o auxiliar de serviços gerais, de 49 anos, tiveram o pedido de liberdade negado pelo juiz durante a audiência de custódia realizada na manhã dessa terça-feira (21). Os dois são acusados de tentarem matar Aldo Gibran Charara, de 46 anos, a pauladas, em frente ao Fórum de Araraquara, na tarde dessa segunda-feira (20).

Segundo o apurado, o advogado relatou ao delegado Geriel Dal Ri, responsável pelo 2º Distrito Policial, que já estaria sendo ameaçado pela vítima há algum tempo e, na tarde de segunda-feira, quando passava em frente da casa dele, que fica próxima a seu escritório no bairro do Carmo, os dois teriam discutido por motivos desconhecidos e a vítima o teria agredido com uma barra de ferro. Em seguida, o auxiliar que o esperava em seu escritório, teria vindo em sua ajuda e com um pedaço de pau agrediu a vítima na cabeça. O rapaz foi socorrido em estado grave para a Santa Casa, onde segue internado em estado gravíssimo e respirando por aparelhos.

Os dois acusados deixaram o local, mas foram detidos pela Polícia Militar nas proximidades e acabaram sendo presos em flagrante acusados pela tentativa de homicídio. O auxiliar, que já possui uma extensa ficha criminal, foi encaminhado para a cadeia de Santa Ernestina e deve ser transferido para o Anexo de Detenção Provisória (ADP) de Araraquara ainda nesta semana. Já o advogado, teve um pedido de cela especial solicitado por representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e segue preso na Penitenciária de Araraquara.

Os dois passaram pela audiência de custódia nessa terça-feira (21), mas tiveram o pedido de liberdade negado pelo juiz que alegou ser um crime grave e decretou a prisão preventiva dos acusados.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade