Selecione a página

Fisa terá nova sede inaugurada no final do mês

Vereador Rafael de Angeli verificou as instalações

Fisa terá nova sede inaugurada no final do mês

Nesta quinta-feira (5), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) verificou a reforma do novo prédio sede do Fundo das Instituições Sociais de Araraquara (Fisa), localizado no bairro Jardim Santa Angelina.

Desde 1984, o Fisa trabalha pelo fortalecimento institucional e político das instituições filantrópicas de Araraquara, promovendo ações que contribuam de forma efetiva com as atividades de cada entidade associada, desenvolvendo projetos sociais por meio de parcerias públicas e privadas.

Entretanto, o Fisa não atravessa um caminho totalmente fácil. Após quatro anos sem funcionamento, o fundo voltou à ativa sem apoio financeiro das esferas municipal, estadual e federal. A participação na Feira Agro Comercial e Industrial da Região de Araraquara (Facira) também faz falta, já que em anos passados a entidade obtinha uma grande parcela dos valores dos shows, bilheteria e da praça de alimentação realizados na feira. Atualmente, 12% dos lucros dos estandes são destinados ao Fisa.

De acordo com a presidente, Rosana Coelho, além das mudanças no prédio, haverá a elaboração de um novo regimento. “É um espaço bom para nós que fazemos reuniões mensais. Toda a reforma teve a participação de voluntários e de pessoas que doaram alguns itens para o Fisa, como geladeira e fogão. Agora, nosso desafio é desenvolver um novo estatuto para que possamos conseguir verbas do município, do Estado e também em âmbito federal, que serão repassadas às instituições filiadas”, pontuou. A inauguração das novas instalações está prevista para acontecer no final do mês.

Rafael de Angeli parabenizou a presidente pelo trabalho e desejou boa sorte nessa nova fase. “O Fisa é importante para a cidade e ficamos felizes com a retomada deste projeto, agora em nova casa. A instituição tem nosso total apoio e estaremos à disposição para ajudar no que for preciso”, frisou o parlamentar.

Filiação

Segundo Rosana Coelho, para a filiação é necessário que a entidade tenha CNPJ, um estatuto, uma diretoria e esteja atuando no município há pelo menos dois anos. Há também uma contribuição anual simbólica de R$ 100,00 para custear as despesas administrativas do fundo.

As instituições filiadas são: CVV, AMPARA, Kibutz, Lar Juvenil, ONG Guri, Somos Noeis, Aprendizes do Evangelho, Casa da Sopa Morada de Luz, Associação Jardim das Hortênsias, Ary Bombarda, GRUPO VIVA, Eurípedes Barsanulfo, GASPA, Redenção, SOS Bombeiros, Otoniel de Camargo, Nosso Ninho, Tabernáculo de Adoração, Ministério Gerar, Shalom, CCCA Nossa Senhora das Mercês, Casa Caibar Schutel, Sociedade Solução, Rita Maria de Jesus e Sacrário do Amor.

 

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade