Selecione a página

Empreendimentos sustentáveis crescem no País

Isso só comprova as previsões do site O arquiteto Henrique Bezerra realizou o projeto da casa Madagascar, em Brasília. A casa com estrutura metálica foi feita de maneira a reaproveitar a água das chuvas e na geração de energia fotovoltaica. Já Campo Grande (MS) investe na construção de casas sustentáveis e econômicas. Projetadas pelos arquitetos […]

O Conceito de sustentabilidade chegou às grandes construtoras e é cada vez maior o número de investimentos no uso consciente dos recursos naturais. Com isso, o Brasil já ocupa a terceira posição no ranking dos países com maior número de empreendimentos certificados, conforme a Green Building Council (GBC). E isso não é tarefa fácil, já que para receber a certificação LEED é necessário que a obra atenda a requisitos que vão desde o uso racional e eficiente da água, materiais de construção e qualidade ambiental interna.

Isso só comprova as previsões do site Agente Imóvel, de que as casas sustentáveis se tornarão cada vez mais populares no Brasil. Essas casas investem na energia verde, proveniente de recursos naturais e fontes renováveis, como o sol e o vento. A utilização consciente da água também é objetivo dos projetos, com o uso consciente da água e construção de poços privados. O site lembra ainda que a consciência sobre a importância da sustentabilidade deve vir também dos moradores.

E o crescimento tem sido observado em todo o país. Em Goiânia, as construtoras têm dado preferência a projetos que primem pelo reaproveitamento da água e utilização da luz solar na iluminação. As casas estão sendo construídas de maneira que aproveitem a luz natural e promovam mais circulação do ar. Dentre os materiais utilizados, o tijolo de adobe tem recebido preferência, já que é resistente, econômico e regula a temperatura. A madeira utilizada nas construções passa a ser as provenientes de demolições. Com isso a economia é sentida nos bolsos de todos, já que as contas de luz diminuem em cerca de 30%.

O arquiteto Henrique Bezerra realizou o projeto da casa Madagascar, em Brasília. A casa com estrutura metálica foi feita de maneira a reaproveitar a água das chuvas e na geração de energia fotovoltaica. Já Campo Grande (MS) investe na construção de casas sustentáveis e econômicas. Projetadas pelos arquitetos Eugen Fudulo e Kleber Karru, ficam prontas em seis dias e trazem uma economia final de 25% com relação à construção de casas comuns. A construção utiliza a nanotecnologia e evita o desperdício de material. As paredes construídas com espuma e fios de vidro são resistentes ao fogo, água e cupim.

Com tantas construções fica fácil entender porque o Brasil ocupa uma posição tão favorável no ramo das construções sustentáveis.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade