Selecione a página

Edição especial de aniversário de Araraquara

Edição especial de aniversário de Araraquara

O Executivo Araraquarense (1833-2006)

Quando no ano de 1832, a pequena Freguesia de São Bento de Araraquara foi elevada à condição de Vila, ganhando com isso sua 1ª Câmara Municipal, ainda não existia nas cidades e Vilas brasileiras a separação entre os poderes Legislativo e Executivo. Ambos eram desempenhados pela própria Câmara de vereadores.

Desde o princípio, no entanto, havia a indicação de um dos membros para assumir a presidência da Casa. Cabia a ele, a mediação nas reuniões e a administração das Sessões, além de fazer o papel de “Prefeito”, cargo que chegou a ser criado em Araraquara no período do Império.

No entanto, a existência dos Prefeitos como chefes do Poder Executivo somente aparecem na história de Araraquara a partir de 1º de julho de 1896, por lei aprovada pela Câmara que criou o cargo de Intendente Geral. A partir de então, os poderes Legislativo e Executivo foram definitivamente separados na cidade.

Tal situação, entretanto, nada altera quanto ao papel desempenhado pelos antigos Presidentes da Câmara local, que também, pelas regras da época, indiretamente ocuparam o “cargo”. Por este motivo, registramos no levantamento que trazemos abaixo, os nomes de todos aqueles que estiveram à frente das coisas da administração local desde 1833, ano em que a 1º Câmara Municipal de Araraquara tomou posse.

Período Regência – Império

Carlos de Arruda Botelho (1833-1836)

Joaquim da Silveira Almeida (1837-1840)

Período Império – D.Pedro-II

José Joaquim Sampaio (1841-1844)

Joaquim Felix Pereira de Carvalho (1845-1848)

Joaquim Roberto Rodrigues Freire (1849-1852)

José Joaquim de Sampaio (1853-1856)

Antonio Carlos de Arruda Botelho (Conde do Pinhal) (1857-1860)

Antonio de Almeida Leite (1861-1864)

Dr. Joaquim de Almeida Leite Moraes (depois Presidente da Província de Goiás)-(1865-1868)

Padre José Maria de Oliveira (1869-1872)

José Rodrigues de Lima Júnior (1873-1876)

Joaquim Duarte Pinto Ferraz (1877-1880)

Joaquim Manoel de Oliveira (1881-1883)

Candido Lourenço Correa da Rocha (1884-1886)

José Pinto Ferraz (1887-1890)-(ocupou o cargo no período de transição entre o fim do Império e a proclamação da República em 15 de novembro de 1889) Rodolfpho Augusto de Moura (1890) – Nas atas do ano de 1890 aparece o nome do Dr. Manoel Francisco Gonçalves como “Intendente” de Araraquara, embora ainda não houvesse a lei que criasse o cargo. A indicação do Dr. Manoel para a função pela Câmara, no entanto, consta das atas. Por esta razão ficam registrados para o período os dois nomes. A partir de 1891, não aparece mais nas atas da Câmara qualquer alusão quanto a Intendência, até o ano de 1896, quando o cargo foi criado pela Câmara.

– Período 1ª República –

Ricardo de Mattos (1891-1894)

Intendentes Gerais (a partir de 1896)

Joaquim Duarte Pinto Ferraz (1894-1896) – (criação da Intendência Geral em 1º de julho de 1896)

Manoel Joaquim Pinto de Arruda (eleito em 7 de julho de 1896 e permanecendo até 1897)

João Nogueira de Camargo (1898)

José Infante Vieira (1899)

Antonio Corrêa de Arruda (1900)

Camilo Dantas Horta (1901)

Antonio Corrêa de Arruda (1902)

Cel. João de Almeida Leite Moraes (1903)

Germano Machado (1904)

Major Pio Corrêa de Almeida Moraes (1905) (último Intendente Geral)

De acordo com a lei Nº.113, de 10 de julho de 1906, a Câmara Municipal de Araraquara passou a dar a denominação de Prefeito Municipal o antigo cargo de Intendente Geral.

Prefeitos Municipais

Major Pio Corrêa de Almeida Moraes (1906-1907)

Américo Danieli (1908-1910)

Major Dario Alves de Carvalho (1911-1913/1914-1916)

Plínio de Carvalho (1917-1919/1920-1922/1923-1925/1926-1928/1929-1930) – Plínio foi cassado logo após a eclosão da Revolução de 1930. No período, as Câmaras Municipais foram fechadas;

– Período 2ª República –

* Logo após a posse do Governo Provisório de Vargas, os Prefeitos eram nomeados por decreto pelo Interventor do Estado. De início, o cargo foi denominado por Governador de cidades.

Dr. Augusto Freire da Silva Jr. (09-12-30/30-01-31)

Christiano Infante Vieira (Escolhido no dia 1º de novembro de 1930, para o cargo de Governador de Araraquara em reunião realizada na fazenda Boa Vista) (30-01-31/25-04-31)

Dr. Mario Arantes de Almeida (25-04-31/03-07-32) (O Dr. Mário Arantes anunciou no dia 28 de junho de 1932 sua intenção de renunciar ao cargo em razão do regulamento da Ordem dos Advogados que não permitia a um advogado que ocupasse cargo público desempenhar sua profissão)

Francisco Vaz Filho (03-07-32/03-10-32) (Prefeito de Araraquara durante a Revolução de 32)

Major Faustino Cândido Gomes (Prefeito Militar – ocupou o cargo logo após o fim da Revolução como interventor militar. Permaneceu na função durante o período em que Araraquara permaneceu ocupada por tropas mineiras)

Francisco Vaz Filho (13-10-32/19-12-32) (reassumiu o cargo logo após a retirada das tropas mineiras)

Christiano Infante Vieira (19-12-32/08-01-33)

Cantídio Affonso dos Santos (08-01-33/23-08-33)

Dr. Lafayete Muller Real (23-08-33/29-05-34)

Dr. Heitor de Souza Pinheiro (29-05-34/07-07-35)

José Maria Paixão (07-07-35/02-05-36)

José de Abreu Izique (02-05-36/29-06-36)

– Período – Ditadura do Estado Novo

José Maria Paixão (29-06-36/16-07-38) (Permaneceu no cargo durante o período de transição e durante os primeiros anos de Estado Novo de Getúlio Vargas, que se iniciou em 1937)

Antenor Borba (16-07-38/22-01-40)

Dr. Camilo Gavião de Souza Neves (22-01-40/21-11-45)

– Período – 3º República

Dr. Fernando Augusto de Nogueira Cavalcanti (21-11-45/19-12-45) (1º. Prefeito depois do Estado Novo)

Dr. Camilo Gavião de Souza Neves (19-12-45/26-01-46)

João Soares de Arruda (26-01-46/01-03-47)

Dr. Cândido de Barros (01-03-47/10-04-47)

Dr. José dos Santos (10-04-47/08-05-47) (No curto período o Dr. José dos Santos tratou da vinda do DER para Araraquara)

Dr. Cândido de Barros (08-05-47/30-05-47)

Dorival Alves (30-05-47/01-01-48)

José dos Santos (01-01-48/31-12-52) * Primeiro Prefeito eleito pelo voto popular na cidade

Antonio Tavares Pereira Lima (01-01-52/31-12-55)

Rômulo Lupo (01-01-56/31-12-59)

Benedito de Oliveira (01-01-60/31-12-63)

Rômulo Lupo (01-01-64/31-12-69)

Rubens Cruz (01-02-69/01-01-73)

Clodoaldo Medina (01-02-73/31-01-77)

Waldemar De Santi (01-02-77/31-01-83)

Clodoaldo Medina (01-02-83/31-12-88)

Waldemar De Santi (01-01-89/31-12-92)

Roberto Massafera (01-01-93/31-12-96)

Waldemar De Santi (01-01-97/31-12-2000)

Edson Antonio da Silva (01-01-2001/01-01-2004) (01-01-2005/ 01-01-2008)

Marcelo Barbieri (01-01-2009/01-01-2012) (01-01-2013/01-01-2016)

Edinho Silva (01-01-2017 – atual mandato em andamento

 

  • Os Prefeitos que por mais tempo ocuparam o cargo na história da cidade são Plínio de Carvalho e Waldemar de Santi, ambos com 14 anos a frente do Executivo Araraquarense. Depois deles, vem Clodoaldo Medina com 11 , Edinho Silva com 10 anos e 8 meses e Rômulo Lupo com 10 anos como Prefeitos de Araraquara. Concluindo seu mandato ao final de 2020, o atual Prefeito Edson Antonio da Silva já terá alcançado 12 anos à frente da Prefeitura.

 

Antiga Prefeitura e Câmara Municipal, hoje Museu Voluntários da Pátria

 

Plinio de Carvalho. Prefeito de araraquara na Velha República ficou 14 anos no poder

 

Edinho pode se tornar o prefeito com o maior número de anos à frente do executivo araraquarense

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade