Selecione a página

Consultoria de RH ofereceu 20 mil vagas em 2017

Segundo as edições deste ano da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego vem caindo desde abril, num movimento constante, apesar de lento. O último senso mostrou que a queda saiu de 13,7%, em abril, para 12,2%. Segundo o Cadastro Geral de […]

As vendas de Natal tiveram crescimento de 5,6%Segundo as edições deste ano da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego vem caindo desde abril, num movimento constante, apesar de lento. O último senso mostrou que a queda saiu de 13,7%, em abril, para 12,2%. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mesmo com a interrupção na série de sete meses em que as contratações superaram as demissões (abril a outubro) no mês passado, este novembro apresentou melhora em relação a novembro de 2016 e 2015.

A Luandre acompanhou o cenário e o balanço de fim de ano é positivo: 20 mil vagas trabalhadas no total, 15% a mais que no ano passado. Vale dizer que esse aumento na oferta de vagas se deu gradualmente, mês a mês. O número de vagas temporárias também aumentou como resultado de dois fatores principais: o aquecimento do mercado e a nova Lei de Temporários, que hoje permite a contratação por 180 dias, com possibilidade de prorrogação por mais 90 dias. “Houve antecipação nas contratações para o Natal, puxadas pela urgência da indústria, que abriu vagas a partir de junho. Já em setembro vieram as oportunidades no varejo”, explica Fernando Medina, diretor de operações da Luandre.

O aumento de ofertas na consultoria acompanha a expectativa da Associação Brasileira do Trabalho (ASSERTEM), que, em agosto, previa a contratação de 115 mil trabalhadores temporários em todo o país, uma recuperação de 5,5% em relação ao ano anterior. No acumulado dos quatro meses que antecedem o Natal, a associação estimava que voltassem ao mercado de trabalho mais 374 mil trabalhadores temporários, ante 355 mil em 2016.

O balanço do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio confirmou essa alta expectativa. As vendas do Natal tiveram o maior crescimento desde 2010, revertendo três anos consecutivos de retração – houve aumento de 5,6% nas vendas na semana entre 18 e 24 deste mês em relação a igual período de 2016. Já nos shopping centers, a alta foi de 6%. Os dados positivos são reflexo de fatores como a recuperação da renda dos consumidores, recuo da inflação e as liberações das contas inativas do FGTS e do saque do PIS/Pasep.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade