Selecione a página

Cidade mantém debates sobre prevenção ao suicídio

Até início de outubro, campanha ‘Setembro Amarelo’ será apresentada em vários espaços públicos de Araraquara

Cidade mantém debates sobre prevenção ao suicídio

A maioria dos casos de suicídios envolvendo jovens no Brasil é composta por homens, com idades entre 15 e 29 anos, sendo a 4ª causa de mortes deste segmento. Conforme os dados, de cada 100 mil habitantes, 8.9 homens jovens se matam. No caso das mulheres jovens, são 2.3 suicídios a cada 100 mil pessoas.

Na terça-feira (17), em entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, o assessor de Políticas Públicas para Juventude, Adriel Barbosa, e o psicólogo do Centro da Juventude, Fábio Modé, deram mais detalhes sobre o assunto, dentro da campanha nacional “Setembro Amarelo” de prevenção ao suicídio, realizada na cidade.

Segundo Fábio Modé, a impulsividade pode explicar o número maior de suicídios entre homens, que são menos contidos ao utilizar uma arma de fogo ou para se jogar de uma ponte ou viaduto, por exemplo.

O psicólogo acrescenta que são diversos os fatores que levam ou podem levar o jovem a dar fim à própria vida. Vão desde problemas mentais, depressão, uso de substâncias psicoativas, desemprego, doença incurável, crise de relacionamentos e bullying, entre outros.

Por isso é muito importante por parte dos pais ou responsáveis uma atenção constante ao comportamento do jovem. É preciso procurar ouvi-los e buscar tratamento, conforme orientou Fábio.

Segundo Adiel Barbosa, em Araraquara, o Espaço Crescer (anexo à Secretaria Municipal de Saúde) e o Centro da Juventude, no Jardim Pinheiros, oferecem tratamentos psicológicos e psiquiátricos para adolescentes e jovens do município.

‘Setembro Amarelo’

Vale destacar que em Araraquara o tema ‘Setembro Amarelo’ é debatido desde o último dia 12 pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Gerência de Saúde Mental. Na sequência, nesta quinta-feira (19) os debates serão feitos das 10h às 15h, no Hospital São Francisco; dia 20, em uma ‘Roda de Conversa’, no CMS (Centro Municipal de Saúde) do Yolanda Ópice; e no dia 24, às 7h, no Parque Infantil.

No dia 25 de setembro, das 8h30, na USF do Jardim Indaiá; dia 26, 15h, na USF (Unidade de Saúde da Família) Ieda (Jardim Ieda) e Cras (Centro de Referência da Assistência Social) do Cruzeiro do Sul; dia 1º de outubro, às 14h30, na USF Santa Lúcia; e 3 de outubro; às 14h, na USF Parque São Paulo.

A campanha “Setembro Amarelo” foi criada em 2014 no Brasil pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) visando conscientizar e alertar as pessoas em geral sobre como prevenir o suicídio.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade