Selecione a página

Brasil possui 5 milhões de mulheres que calçam 33 e 34

Com essa numeração, mulheres reclamam da dificuldade de encontrar sapatos com bons preços no comércio

Suze Timpani
Com mais de 5 milhões de mulheres que usam sapatos 33 e 34, desesperadas para ter dezenas de pares, lojas especializadas investem no setor.
Essas lojas virtuais são voltadas exclusivamente para o público feminino e trabalha somente com modelos de calçados com essa numeração de diversos fabricantes conceituados do varejo.
Especialistas no setor já fizeram um estudo sobre o mercado externo e lá fora também esses nichos são negócios excelentes.
Andrea Wolter Pereira, que usa 34, e sempre encontra dificuldade na variedade e nos preços, diz que isso será um alívio, pois, às vezes, tem que se contentar em comprar sapatos infantis.
Geraldo de Oliveira, que é gerente de uma loja de calçados em Araraquara, diz que a procura é grande, mas a grade que a loja recebe é menor que do que outros números maiores.
Valena Farias, que faz uso dessas lojas especializadas na internet, diz que adora a ideia, mas acha os preços salgados, onde a maioria são de marcas muito conhecidas e têm preços à partir de R$ 120.
Já para Paula Piva, que também se utiliza do site para compras, diz que gosta muito, mas está cansada de comprar o que tem e não o que gosta, “mas acho que os sites poderiam investir em calçados mais populares, com certeza venderiam bem mais”.
E como não poderia deixar de ser, mulheres querem sempre o melhor e com bom preço, mas é um lugar onde a exclusividade tem seu número, resta saber se esse número cabe no seu bolso.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade