Selecione a página

As cinco dúvidas mais comuns sobre a malha fina do Imposto de Renda

Um simples erro na hora de declarar pode causar dor de cabeça para o contribuinte Declarar o Imposto de Renda pode causar desespero em alguns e procrastinação em outros. É preciso ter bastante atenção na hora de fazer a declaração para não cair na malha fina. Para se ter uma ideia, no ano passado, a […]

As cinco dúvidas mais comuns sobre a malha fina do Imposto de Renda

Um simples erro na hora de declarar pode causar dor de cabeça para o contribuinte

Declarar o Imposto de Renda pode causar desespero em alguns e procrastinação em outros. É preciso ter bastante atenção na hora de fazer a declaração para não cair na malha fina. Para se ter uma ideia, no ano passado, a Secretaria da Receita Federal informou que 747 mil declarações caíram na malha fina. Ou seja, ficaram retidas para verificação de eventuais pendências. Renato Antunes, contador que atende pelo GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços do Brasil, esclarece as questões mais populares sobre o assunto:

O que é malha fina?

“A malha fina nada mais é do que o cruzamento de informações entre o que consta na base da Receita Federal e o que contribuinte declarou”, explica Renato. Os computadores da Receita Federal cruzam as informações fornecidas e, se houver alguma divergência, essa diferença é a malha fina. Quando isso acontece, a Receita Federal pede explicações ao contribuinte.

Quando uma pessoa cai na malha fina?

Escapar da malha fina exige cuidado.Até mesmo diferenças em centavos podem se tornar uma complicação. Segundo o contador, existem pessoas que tentam abater o Imposto de Renda declarando dependentes.

A complicação acontece quando os dados são conferidos pela Receita. Se constatar, por exemplo, que o dependente tem renda, ela vai querer explicações disso também. Outra maneira de cair na malha fina é quando o contribuinte afirma que recebeu R$ 10 mil da empresa em que trabalha e, na verdade, recebeu R$ 15 mil. Nessa situação, a Receita insiste que o contribuinte reveja os dados declarados.

O que fazer quando cair na malha fina?

A melhor maneira de evitar a malha fina é fazer a declaração de forma correta e com antecedência. O contribuinte pode acompanhar a situação pelo extrato da declaração do imposto de renda. “A Receita disponibiliza um extrato de todos os impostos de renda, que podem ser acompanhados”, aconselha Antunes.

Além disso, o extrato permite que o contribuinte veja se há algum débito atrasado e o parcele, saber se as quotas do Imposto de Renda estão sendo pagas corretamente e pode solicitar ou cancelar o débito automático das quotas.

A malha fina prejudica as pessoas de que forma?

“Na verdade, a malha fina é uma oportunidade que a Receita oferece para a pessoa corrigir o erro”, explica Renato. Caso o contribuinte procrastine ou ignore a exigência da Receita, o Imposto de Renda é anulado. Para exemplificar a situação, Renato diz que se o contribuinte deixou de informar R$ 5 mil, a Receita cobra explicações e, se for é ignorada, ela tributa esse valor e aplica uma multa de 70% do valor do imposto.

Malha fina é só para pessoa física ou serve para pessoa jurídica também?

A malha fina só existe para pessoa física.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade