Selecione a página

4ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade leva vários atendimentos ao CR Masculino

Atendimentos médicos, jurídicos e emissão de documentos serão realizados até a segunda-feira (21)

4ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade leva vários atendimentos ao CR Masculino

José Augusto Chrispim

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) promove, de 15 a 21 de julho, diversas ações de cidadania e saúde para os reeducandos do Centro de Ressocialização (CR) Masculino de Araraquara, com objetivo de prepará-los para o retorno à vida em liberdade. A abertura oficial da quarta edição da Jornada de Cidadania e Empregabilidade foi realizada na manhã dessa terça-feira (16) com a presença do diretor da unidade, Carlos Eduardo Serraglio (Tuca), do vice-prefeito Damiano Barbiero Neto, de Juliana Cristina Kato da Coordenadoria de Reintegração, do Major PM Celso Luiz Rodrigues, da diretora da Escola Professor Victor Lacorte, Silvana de Paula Corbi, da diretora técnica do CR Feminino de Araraquara, Jucélia Gonçalves da Silva, do diretor da Penitenciária de Araraquara, Rodrigo Ronchi Redivo, do padre Paulo Sérgio Sedenho, do pastor Emerson A. Oliveira, entre outras autoridades civis e militares.

Atividades
De acordo com o diretor do CR, Tuca Serraglio, durante toda a semana, todos os 210 reeducandos passarão por atendimentos médicos, psicológicos e jurídicos, além de regularização e emissão de documentos. Através de uma parceria com o Centro de Saúde do Parque São Paulo, está sendo realizado um mutirão de atendimentos oftalmológicos e odontológicos para os presos durante a jornada.

Os presos também assistirão palestras com assuntos variados, como, por exemplo, empregabilidade e a importância da leitura para o trabalho.
O CR Masculino de Araraquara irá promover, ainda, um encontro dos Narcóticos Anônimos (NA), com testemunhos de ex-dependentes químicos. O debate tem o intuito de mostrar aos internos os benefícios de viver longe das drogas.

“Durante a Jornada, a gente vê que os reeducandos se sentem importantes, que fazem parte da sociedade. Através dos quatro pilares trabalhados aqui que são a família, o trabalho, a educação e a religião, nós procuramos fazer com que eles mudem as suas vidas e se afastem do mundo do crime e das drogas. Com o apoio de vários parceiros, nós oferecemos o caminho para que seus sonhos sejam realizados. Aqui todo mundo trabalha e estuda. Além do contrato com prefeitura de Araraquara que emprega 68 internos, outras oito empresas particulares utilizam a mão-de-obra dos reeducandos em várias atividades que vão de fabricação de blocos de concreto a produtos pet e de limpeza. Com tudo o que eles aprendem aqui, acabam usando toda a sua capacidade para fazer o bem quando voltarem ao convívio social”, ressaltou Tuca Serraglio.

Passaporte da esperança
“Eu fiquei preso aqui por 8 meses e sempre me perguntava porque estava aqui. Depois que sai do CR, entendi que eu precisava passar por aqui para conhecer pessoas íntegras como o senhor Tuca Serraglio, que é a razão maior da existência da unidade, que tem a alma e o coração dele. O CR é o passaporte da esperança plantando esperança e colhendo resultados. Não perca a oportunidade de regar as esperanças”, testemunhou o ex-interno Manoel Jorge Pereira.

Parceria na educação
“Nós estamos muito satisfeitos com os resultados da parceria com os presídios que mantemos desde 2013. A nossa maior alegria é quando vemos os internos indo até a escola buscar os seus certificados”, destacou a diretora da Escola Professor Victor Lacorte, Silvana de Paula Corbi.

Balanço
Desde o início do programa, em 2015, nos presídios abrangidos pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste (CRN), já foram emitidos ou regularizados 47.373 novos documentos: CPF (13.582); RG (18.850); Carteira de Trabalho/Previdência Social (3.299); Título de Eleitor (896); e 10.265 certidões (nascimento, casamento e óbito).

Ao todo, as unidades regionais prestaram mais de 239 mil atendimentos jurídicos e de saúde, incluindo participações de reeducandos (homens e mulheres) em palestras sobre educação e empregabilidade.

Somente no CR Masculino de Araraquara, nas três edições do evento, foram emitidos ou regularizados 235 documentos (RG e CPF) e ofertados 6.134 atendimentos jurídicos e de saúde, incluindo palestras em geral. Somente nessa segunda-feira (16) foram confeccionados 27 RG’s na unidade prisional.

 

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade