Selecione a página

Uma nova esperança

Araraquarenses ligados ao vôlei comemoram reabertura do remodelado Ginásio da Pista e esperam que o local incentive o retorno do time masculino


Carlos André de Souza

O Ginásio de Esportes Guilherme Fragoso Ferrão, o Ginásio da Pista, foi reaberto no último sábado e fez brilhar os olhos de muitos profissionais ligados ao esporte, mais precisamente ao voleibol, que marcaram presença na inauguração.

Um deles é Renato Russomano, de 30 anos, atleta que iniciou sua carreira no extinto Lupo/Náutico e posteriormente faturou três títulos da Superliga Nacional com o Cimed/Florianópolis, além de ajudar a seleção brasileira a faturar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2011, disputados na cidade de Guadalajara, no México. Após defender o Campinas na Superliga, Renato está negociando com alguns clubes brasileiros, mas enquanto não volta às quadras, aproveitou para marcar presença na inauguração do ginásio araraquarense, acompanhado de sua família. “A quadra ficou muito boa, gostei muito. Ela tem um padrão de primeiro mundo, com um piso que favorece o amortecimento e acredito que a equipe de vôlei feminino de Araraquara está muito bem servida. Esperamos que o novo ginásio favoreça uma possível volta do time masculino”, salientou o atleta, que revelou a possibilidade de defender Araraquara nos Jogos Regionais. “Se eu não acertar com nenhuma equipe até lá, jogarei com o maior prazer, pois é um time formado por amigos que jogam por amor ao esporte e à cidade”, explicou.

Outro conhecido dos torcedores é Balu, que já encerrou sua carreira dentro das quadras, mas é nome certo no time de vôlei masculino da cidade nos Regionais. “Quando vi esse ginásio, a primeira coisa que pensei foi: pena que eu não jogo mais”, brincou. “É um ginásio ideal para a prática do voleibol e que honra a grande tradição que a cidade tem na modalidade”, elogiou.

Balu integrará o time araraquarense ao lado de outros ex-jogadores do Lupo/Náutico como Denis, Kalé e outros que confirmarão presença na próxima semana. Léo foi outro a marcar presença na Pista, mas ainda não confirmou sua participação no time, que será complementado por garotos revelados pelo projeto Vôlei Sol. Kalé, aliás, joga há 12 anos no Japão, onde adquiriu a dupla cidadania que o permitiu jogar pela seleção daquele país. O time, que sempre se uniu às vésperas dos Jogos e que já conquistou 18 medalhas de ouro para a cidade, terá o desfalque de André Luiz França, o Andrezão, nome que foi dado à quadra do Ginásio da Pista. “É uma bela homenagem e nós também pretendemos homenageá-lo com muita determinação em quadra. Jogaremos por ele”, destacou Balu.

O time araraquarense será comandado pelo técnico Alexandre Volpe, que também enalteceu a nova quadra e fez questão de lembrar do trabalho que está sendo feito no Gigantão, que será inaugurado na próxima terça-feira. “Não tem o que falar do Ginásio da Pista. O piso flutuante é o melhor que tem no país e tanto a Pista como o Gigantão terão esse piso. No caso do Gigantão, ele pode até ser velho, mas sempre foi moderno. Agora, então, reformado, ficará show de bola. Sem dúvida será o melhor da região”, garantiu.

Volpe revelou que há dois anos são feitas reuniões para debater um possível retorno do time profissional masculino de Araraquara. “É um sonho possível e pode acontecer antes do que a gente imagina”, assegura.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade