Select Page

Técnico das Guerreiras Grenás fala sobre mudanças no elenco



Após perder atletas para times europeus, Ferroviária busca reforços e alternativas para sequência da temporada

Técnico das Guerreiras Grenás fala sobre mudanças no elenco

Por conta da disputa dos Jogos Regionais, que foram disputados pelo time sub-17, a equipe principal da Guerreiras Grenás teve 12 dias sem jogos para se recuperar fisicamente e corrigir os erros para a sequência da temporada.
O problema, no entanto é que neste curto período, a equipe passou por mudanças no elenco. Três atletas deixaram a equipe para atuar em times europeus. A meia Paty foi emprestada ao Benfica de Portugal, enquanto a zagueira Mônica seguiu por empréstimo ao Sporting Club Huelva da Espanha e a goleira Amanda foi contratada pelo FC Lviv da Ucrânia.
As baixas no grupo obrigaram a comissão técnica a buscar reforços e alternativas para suprir as ausências. O primeiro reforço contratado foi a meia Bruna, que foi revelada pela própria Ferroviária e teve uma passagem pelo Braga de Portugal.
Em entrevista concedida na Sala de Imprensa da Fonte Luminosa, o técnico afeano Celso Boffa  analisou o momento do time e falou sobre as tletas que saíram e a que chegou. “A Bruna veio para agregar, veio com o know-how de ser uma jogadora da casa, de ter uma experiência em Portugal, que é uma experiência internacional importante. Quanto à Paty, já sabíamos que esse empréstimo dela era um processo que já vinha se desenrolando há algum tempo. A saída da Mônica e da Amanda foi uma coisa que aconteceu de uma maneira maos rápida. Mas temos que nos reinventar. Trouxemos a Bruna e vamos trazer outras jogadoras pra suprir o elenco nas disputas do Paulista e do Brasileiro”, destacou.
O técnico salienta a importância dessa vivência para as jogadoras e espera trazer mais reforços. “O caminho segue. A gente fica feliz pela oportunidade que essas jogadoras tiveram de ir para o exterior e ganhar experiência. Lamentamos por perdê-las na equipe, mas a gente tem que se reinventar a todo momento. E a ideia é que essas jogadoras que estão chegando preencham essas lacunas que foram deixadas”, acrescenta.

Próximos jogos
O próximo compromisso da Ferroviária será pelo Campeonato Paulista, em jogo marcado para amanhã (4), às 15 horas, em Vinhedo, contra a Ponte Preta pela primeira rodada da segunda fase. Pelo Brasileiro, o time voltará a campo na quarta-feira, dia 8, às 15 horas, contra o Iranduba-AM na Fonte Luminosa. Pela competição nacional, a equipe se encontra na quinta colocação e precisará buscar a vitória para sonhar em retornar ao G4, o que não tira o foco do time no primeiro jogo que terá pela frente.
“Essa segunda fase do Paulista começa do zero. Tudo zerado, com quatro equipes brigando por duas vagas na semifinal. O Campeonato Brasileiro tem que ser deixado um pouquinho de lado agora, porque devemos pensar uma coisa de cada vez. Não adianta pensarmos no Iranduba e não nos prepararmos para a Ponte. O foco está diretamente ligado na Ponte Preta e estamos trabalhando para esse jogo primeiramente, mas já pensando em algumas possibilidades para o jogo contra o Iranduba”, explica Celso Boffa.
O treinador destacou a importância dos dias sem jogos. “Sempre é importante ter uma semana e meia de treinamentos. A gente sempre briga por isso. No começo do ano ficamos dois meses treinando, ficamos de saco cheio de treinar e não víamos a hora de ter jogos. Agora temos um jogo atrás do outro e queremos ter folga para poder trabalhar a equipe. Então nunca é o ideal, ou é muito ou é pouco. A gente sempre tem coisas a melhorar, independente do que acontece no jogo, se a gente perdeu ou se a gente ganhou. É óbvio que cada jogo tem um adversário diferente do outro, então dentro daquele modelo padrão que temos de jogo, tentamos criar algumas adaptações em relação à característica do adversário que iremos enfrentar”, conclui o técnico.
Foto: Jonatan Dutra/AFE

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos