Select Page

Técnico da Ferroviária explica time alternativo

PC de Oliveira revela que já faz experiências visando o Campeonato Brasileiro da Série D

Misael tenta a jogada diante da marcação da Ponte Preta Foto: Beto Boschiero/AFEA Ferroviária foi derrotada pela Ponte Preta por 2 a 0 na noite do último domingo na Fonte Luminosa, pela rodada de abertura do Troféu do Interior, competição que reúne os times do Paulistão que não se classificaram para a segunda fase e que não foram rebaixados à Série A2.A Ponte Preta construiu seu placar rapidamente em Araraquara. Logo aos 11 minutos, Felipe Saraiva foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Yuri cobrou bem no canto esquerdo de Gabriel Leite, que chegou a acertar o canto. Na sequência, aos 14, Xavier foi até a linha de fundo e cruzou para Lucas Mineiro fazer o segundo da Ponte Preta. A Ferroviária tentou reagir e melhorou no segundo tempo, mas não conseguiu fazer o gol.Com os resultados da primeira rodada, o Grupo 1 apresenta o Mirassol na liderança com 3 pontos, enquanto Ferroviária e São Bento não pontuaram. No Grupo 2, Ponte Preta e Ituano dividem a liderança com 3 pontos, enquanto Red Bull também aparece sem pontuar. As equipes enfrentam os times da chave oposta e os líderes de cada grupo disputarão a final.O técnico PC de Oliveira foi questionado por escalar uma equipe alternativa na partida onde deu oportunidade a nomes que não vinham sendo utilizados como o goleiro Gabriel Leite, o volante Caíque e o atacante Caio Mancha. O treinador explicou que visa preparar a equipe para o Campeonato Brasileiro da Série D, que terá início em abril. “Nós temos um mês para preparar a equipe para a Série D, que é um campeonato diferente de tudo, pois você precisa de jogadores com perfil de Série D. É preciso procurar algumas alternativas, sabendo que vamos perder alguns desses jogadores. É preciso ter muito cuidado nessa montagem e analisar os jogadores que não vão estar aqui”, explicou o técnico.PC analisou o desempenho de seus comandados no jogo e viu dois tempos distintos em relação à atuação da equipe. “O primeiro tempo foi muito aquém do que estamos acostumados a jogar. Se pagou o preço por ter jogado quinze minutos a 80 por hora. A Ferroviária não é isso. A Ferroviária é o segundo tempo, que é quando ela consegue circular com velocidade, criar suas chances. Infelizmente desperdiçamos as melhores oportunidades, mas dois tempos tão díspares mostram irregularidade, mostram juventude e tudo aquilo que a gente já sabe. Mas para nós, que estamos iniciando o projeto de montagem para a Série D, as observações vão continuar”, justificou.A Locomotiva voltará a campo pelo Troféu do Interior amanhã, 21 de março, às 18 horas, contra o Ituano no Estádio Novelli Júnior, em Itu. Na terceira e última rodada, o adversário será o Red Bull em confronto marcado para o próximo sábado, 24, às 19 horas, na Fonte Luminosa.Mudanças no elencoA Ferroviária já perdeu seis jogadores do elenco que disputou o Paulistão, entre eles dois titulares: o volante Bruno Silva, que acertou com o Vasco da Gama, e o meio-campista e lateral Velicka, que acertou sua ida para o CSA de Alagoas. Além deles, já deixaram o time o meia João Paulo, que foi anunciado pelo Sampaio Corrêa, o volante João Clériston, que retornou ao Volta Redonda, o zagueiro Jordan, que acertou com o Cianorte, e o meia Rafinha, novo reforço do time sub-20 do Corinthians.Segundo a diretoria, vários jogadores vêm recebendo sondagens e mais nomes podem deixar o grupo. Ao mesmo tempo, a Ferroviária corre atrás de reforços para suprir as ausências. O primeiro nome anunciado para a Série D foi do lateral-direito Marcos Ytalo, de 21 anos, que estava no Joinville.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos