Select Page

Solidariedade além da rivalidade



Corinthians e Palmeiras são temas de campanhas para atrair doadores de sangue ao Hemonúcleo de Araraquara

Carlos André de Souza
Considerada uma das maiores rivalidades do futebol, o encontro entre Corinthians e Palmeiras sempre gera lances históricos, discussões, polêmicas e brigas. Os dois times voltarão a se encontrar no próximo domingo, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro e, em Araraquara, os dois times viraram temas de campanhas para uma iniciativa que promete ajudar muita gente.
As campanhas são independentes, sem ligação uma com a outra, mas as duas possuem o mesmo objetivo: ajudar o Hemonúcleo de Araraquara a atrair o maior número possível de doadores de sangue para abastecer os hospitais da região, que precisam de doações de várias tipagens sanguíneas com urgência.
Palmeirenses ajudando
A campanha promovida pela Torcida Mancha Alviverde de Araraquara foi realizada ontem durante todo o dia e voltará a ser feita no final deste mês de setembro. “Estamos aproveitando o nome de uma entidade forte para fazer o bem. Queremos tirar o preconceito que existe em torno das torcidas. As pessoas só vêem as coisas negativas e não acabam não sabendo que existem projetos sociais e campanhas. Também esperamos quebrar esse medo e receio que as pessoas têm de doar sangue e transformar essa atitude em algo normal para elas”, explica Paulo Valili, vice-presidente da Mancha Alviverde.
Sangue corintiano
Já a campanha Sangue Corintiano será realizada nos dias 12 e 19 deste mês e também visa atrair torcedores para essa causa que pode salvar vidas. Essa será a quinta vez que a iniciativa será promovida em Araraquara. A ideia surgiu de um grupo de torcedores corintianos na cidade de São Paulo e, rapidamente, outras cidades brasileiras adotaram a causa. O objetivo da campanha, desde sua criação, é realizar a fidelização e conscientização dos torcedores sobre a importância da doação de sangue.
A responsável pela campanha na cidade é Maria Luiza Cestari, que destaca a importância de relacionar o Corinthians a uma ideia como essa. “A campanha vem crescendo aos poucos. Fizemos a campanha pela última vez em abril, mas na ocasião havia uma grande quantidade de pessoas com dengue na cidade e isso atrapalhou um pouco, mas dessa vez temos a expectativa de contar com um número maior de doadores. O fato de utilizar o nome do time para a campanha é uma coisa muito positiva, visto que o Corinthians possui uma torcida muito grande e isso atrai muita gente para o Hemonúcleo”, destacou Maria Luiza.
Rivalidade só dentro de campo
Tanto Paulo como Maria Luiza destacam que a rivalidade fica apenas no âmbito do futebol e toda ajuda é bem-vinda para atrair doadores para o Hemonúcleo. “Ideias como essas vão muito além da rivalidade. O pensamento é um só e temos o mesmo objetivo de fazer o bem. Esperamos atrair não só os palmeirenses como também os outros torcedores que tenham essa vontade de ajudar o próximo”, salientou Paulo.
“Acho bem legal que as outras torcidas façam isso. Inclusive na campanha Sangue Corintiano, qualquer torcedor que aparecer lá será muito bem-vindo. Se chegar alguém lá com a camisa do Palmeiras, do Santos, do São Paulo ou da Ferroviária, será recebido da mesma forma, com muita alegria e respeito. A rivalidade fica dentro de campo e fora dele temos que entender que precisamos uns dos outros”, completa Maria Luiza.
Não precisa ser torcedor!
Independente do time que torcem ou até mesmo de gostar ou não de futebol, todas as pessoas são bem-vindas para praticar este importante ato de solidariedade em salvar vidas. O Hemonúcleo da Unesp de Araraquara fica localizado na Rua Expedicionários do Brasil, 1621, Centro. O telefone do Hemonúcleo é (16) 3301-6102 e o horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 7h às 18h e sábados das 8h às 12h.
Sobre as campanhas, o telefone de contato de Paulo (Mancha Alviverde) é o 9 9602-1919. Já o contato de Maria Luiza (Sangue Corintiano) é o 9 9711-7675.
Requisitos para doar sangue
•Ter idade entre 16 e 67 anos. Os menores de 18 anos precisam da autorização por escrito dos pais ou responsáveis reconhecida em cartório ou a presença dos mesmos portando documento. Após os 60 anos, somente quem já doou sangue anteriormente.
• Pesar acima de 50 quilos, estar bem de saúde e comunicar se estiver tomando medicamento.
• Levar seu RG; CNH ou Carteira Profissional;
• Não estar em jejum;
• Não comer alimentos gordurosos (carne gorda, feijoada, ovo, maionese, fritura, bacon) • Dormir bem, pelo menos seis horas antes da doação.
• Não fumar pelo menos uma hora antes
• Não ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
• Para doar após o almoço o doador deve aguardar três horas.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos