Selecione a página

Lívia Renata se prepara para sua primeira luta em casa

Carlos André de Souza

Lívia Renata Souza é um dos destaques do MMA brasileiro e grande promessa da modalidade no cenário internacional, mas nunca teve a oportunidade de lutar em casa. A espera, no entanto, está perto de terminar, já que a atleta confirmou sua primeira luta em Araraquara, onde espera contar com todo apoio de seus familiares, amigos, fãs e admiradores do esporte.
Lívia enfrentará Edlaine França Godoy pelo cinturão da categoria até 52 quilos do X-Fight, evento marcado para a noite do dia 21 de agosto no Ginásio de Esporte Castelo Branco, o Gigantão. O X-Fight chega à sua 9ª edição e contará com dez lutas, das quais estarão em jogo cinco cinturões. O evento terá transmissão ao vivo pelo canal Esporte Interativo.
A araraquarense de 22 anos, integrante da equipe Team Máximo, estreou no MMA em março de 2013 e desde então acumulou cinco vitórias em cinco lutas de MMA (quatro por finalização e uma por decisão unânime). O sucesso na modalidade fez com que a atleta chamasse a atenção do Invicta FC, evento norte-americano que passou a ser ligado ao UFC.
“Treinei oito meses ininterruptos desde minha contratação pro Invicta FC. Melhorei todos meus aspectos como artista marcial e na parte de compreensão da luta e estudo de adversária. Espero não só ganhar como ter uma exibição mais consistente para atingir objetivos maiores agora que o Invicta faz parte do UFC”, explica a lutadora.
Lívia se diz animada por fazer sua primeira luta em Araraquara. “Lutar em casa pela primeira vez na carreira e com esse ponto de ascensão será fantástico. Vou poder mostrar meu trabalho e o motivo pela qual a imprensa especializada me elogia e cria tanta expectativa sobre mim. Também é uma oportunidade de lutar diante de meus amigos, fãs e família, já que essa será provavelmente uma das minhas últimas lutas no Brasil. É muito animador, mas também uma enorme responsabilidade”, reconhece.
“Depois dessa luta, disputarei o cinturão do Talent, que é um dos melhores do Brasil, e praticamente atinjo o topo da categoria no país. Depois me preparo pra lutar nos Estados Unidos pelo Invicta FC ou quem sabe receber uma oportunidade no UFC pra mostrar meu trabalho”, espera a lutadora. E ela tem motivos para acreditar, já que os rumores da imprensa internacional apontam isso.
A araraquarense terá pela frente uma lutadora que começou a lutar em 2012 e possui um cartel de três lutas, com uma vitória e duas derrotas. Entretanto, Edlaine França Godoy tem 80 lutas de kickboxing e muay thai, com um cartel de 69 vitórias e 11 derrotas. Ela é de Campo Grande (MS), mas integra a equipe Chute Boxe de Ibitinga.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade