Selecione a página

João Martins: “O importante é revelar”

Para o técnico João Martins, revelar jogadores é mais importante que ganhar títulos nas categorias de base

Formar jogadores e dar condições para que cheguem ao time principal da melhor maneira possível. Essa é a concepção das categorias de base da Ferroviária, como ressalta João Martins, treinador do time afeano que irá disputar a Copa São Paulo em janeiro do ano que vem.
Para o experiente treinador de 58 anos, no processo de formação de atletas, a busca por bons resultados nas competições não deve ser o objetivo principal. Revelar talentos e estruturar o time profissional a partir do trabalho da base devem ser prioridade. Se os bons resultados acontecerem melhor ainda, ressalta o comandante grená.
Ele já revelou grandes talentos: o volante Leandro Donizete, destaque do Atlético Mineiro; o meia Renato, melhor jogador das dez primeiras rodadas do Brasileirão deste ano pela Ponte Preta e o atacante Leandro Banana, autor de gols decisivos jogando pelo Palmeiras, antes de chegar ao futebol europeu.
No elenco atual que se prepara para mais um desafio, João Martins diz que contará com atletas bem jovens, a maioria nascidos entre 1998 e 1999. Geração sub 17, que irá disputar o torneio sub vinte. “É um elenco jovem, grande e de muito talento.”
Entre os destaques estão cinco jogadores que já tiveram uma experiência bem sucedida no profissional, atuando recentemente pelo Noroeste de Bauru, onde conquistaram o acesso para a Série A3 do Campeonato Paulista. São eles o lateral Alisson Fernandes, os meio-campistas Fabio Souza, Alisson Bira e Gustavo Moreira e o atacante Tiago Cardin.
Entre idas e vindas, o técnico já treinou o time principal da Ferroviária em seis oportunidades, trabalhou pela primeira vez em Araraquara em 2005. Desse período pra cá também ajudou no processo de formação de jogadores que hoje se destacam no Brasil e no exterior, como o lateral Cicinho, com passagem pelo Sevilha da Espanha; o volante Abuda, ex-jogador de Vasco e Chapecoense e o atacante Rildo, campeão brasileiro pelo Corinthians.
Sua principal virtude, segundo o próprio treinador, é fazer bem o trabalho de transição dos atletas da base para o time principal. “O segredo é saber observar é dar a oportunidade na hora certa”.
Na Copa São Paulo de 2016, principal torneio das categorias de base do País, a Ferroviária faz parte do grupo 7, com sede em Araraquara, ao lado de Santos, América de Pernambuco e Confiança do Sergipe. Os dois melhores da chave garantem vaga na segunda etapa da competição que começa no próximo dia 2 de janeiro.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade