Select Page

Hora de levantar a cabeça

Apesar da vantagem conquistada na partida de ida, quando venceu em casa por 2 a 0, a Ferroviária não suportou a pressão imposta pelo São José em seu estádio, o Martins Pereira, nesse sábado e acabou perdendo por 2 a 0. O resultado deixou o time de Araraquara com o vice-campeonato paulista, já que as mandantes tinham a melhor campanha.
Para o técnico Douglas Onça, o rival mereceu o título. “O São José entrou com a proposta de atacar e acabou encurralando nosso time. Fizeram uma partida brilhante e mereceram ser campeões. Nosso time não teve força para jogar, nem quando elas ficaram com uma jogadora a menos. Aceitamos a marcação e ficamos só nos defendendo. Tentamos tirar a equipe lá de trás, no entanto não conseguimos, nem quando ficamos com uma atleta a mais”, avaliou.
Como a equipe sofreu um gol de bola parada e outro originado em uma cobrança de falta, o comandante enalteceu o poderio do rival neste tipo de jogada. “Na verdade, sabemos que o São José tem um aproveitamento forte nas bolas paradas. Treinamos a semana inteira, a semana passada, para evitarmos de fazermos faltas. Mas com a pressão delas e nossa ansiedade de sair jogando, pecamos e fomos castigadas”, emendou.
Douglas Onça espera que o elenco erga a cabeça rapidamente depois deste tropeço. “O trabalho continua o mesmo. Poderíamos sair vitoriosos, acreditamos muito que seríamos campeões. Querendo ou não, ficamos abatidos. Contudo tivemos que esquecer rapidamente que perdemos a Copa do Brasil para entrar nessa competição e temos que repetir isso agora, para iniciarmos o Campeonato Brasileiro. Esse jogo, esse campeonato ninguém mais ganha, é do São José”, encerrou. Foto: Sebastião Martins/São José dos Campos

Advertisement

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos