Select Page

Futsal de Araraquara foca no mata-mata



Após vencer na última rodada, Uniara/Fundesport se prepara para encarar a AABB de São Paulo nas oitavas de final

Futsal de Araraquara foca no mata-mata

Em seu último confronto antes da fase eliminatória da Liga Paulista, o time de futsal da Uniara/Fundesport venceu Santo André por 4 a 3 na noite da última terça-feira, dia 28 de agosto, no Gigantão. Com o resultado, a equipe araraquarense, que terminou a fase na 10ª colocação no campeonato, já conheceu seu rival no mata-mata: a AABB, de São Paulo.
“Contra Santo André, foram dois gols de Goiano, um de Rodrigo e um de Deison. Fizemos um bom primeiro tempo, no qual empatávamos em 1 a 1. No segundo, fomos superiores e chegamos a fazer 4 a 1. Tivemos uma posse de bola muito forte e um bom jogo de transição. Além disso, nossa defesa voltou a funcionar como deveria”, comenta o técnico do Uniara, Renê Benacci.
Com os resultados da última rodada, a classificação terminou com o Corinthians na liderança com 41 pontos, seguido de Taubaté (2º com 37), Magnus Sorocaba (3º com 34), Pulo do Gato (4º com 34), Intelli (5º com 33), Barueri (6º com 33), AABB/Mapfre (7º com 28), São José (8º com 28), Santo André (9º com 23), Uniara/Fundesport (10º com 22), Dracena (11º com 17), Mogi das Cruzes (12º com 13), Yoka (13º com 12), FIB/Bauru (14º com 12), Indaiatuba (15º com 10), Itapeva (16º com 4) e Hortolândia (17º com 3).
Segundo o regulamento, avançaram para a fase de mata-mata os 12 primeiros colocados, dentre os quais os quatro primeiros foram direto para as quartas de final. Assim, Corinthians, Taubaté, Magnus e Pulo do Gato estão automaticamente nas quartas e aguardam os adversários que sairão dos confrontos de oitavas de final.
A equipe da Uniara disputará as oitavas de final contra o AABB/Mapfre de São Paulo, com o jogo de ida em Araraquara e a partida de volta no Ginásio da AABB, na capital paulista. O treinador menciona que será necessária uma forte preparação, visto que, na primeira fase, foi o adversário que a equipe teve maior dificuldade em enfrentar, quando perdeu por 7 a 0. “Foi a maior goleada que sofremos em dois anos de Liga Paulista. A parte psicológica, no momento, é importante de ser trabalhada para fazermos bons jogos de turno e returno no mata-mata. Sabemos da qualidade do rival, que faz um jogo de transição forte e, com isso, precisaremos trainar para neutralizar essa parte”, finaliza.
Os outros confrontos das oitavas serão entre Mogi das Cruzes e Intelli, Dracena e Barueri, e Santo André e São José. Até ontem, as datas e locais dos próximos jogos ainda não haviam sido definidas.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

  • Culpado

Publicidade

Arquivos