Select Page

Ferroviária se classifica nos pênaltis



A Ferroviária se classificou à semifinal da Copa Paulista na noite deste sábado (3). Jogando na Fonte Luminosa, em Araraquara, o time abriu 2 a 0 no placar diante do Novorizontino ainda no primeiro tempo. Na etapa final, porém, cedeu o empate e a decisão foi para os pênaltis, que acabou favorável ao time da […]

Ferroviária se classifica nos pênaltis

A Ferroviária se classificou à semifinal da Copa Paulista na noite deste sábado (3). Jogando na Fonte Luminosa, em Araraquara, o time abriu 2 a 0 no placar diante do Novorizontino ainda no primeiro tempo. Na etapa final, porém, cedeu o empate e a decisão foi para os pênaltis, que acabou favorável ao time da casa por 4 a 2. No primeiro duelo, as equipes empataram por 1 a 1.

O início de jogo da Ferroviária foi exemplar. Com postura ofensiva, criou oportunidades de perigo nos primeiros minutos. Em uma delas, Léo Artur colocou a bola na cabeça de Caio Mancha, que finalizou para fora.

Com o pé calibrado, Léo Artur colocou a Ferroviária em vantagem marcando dois gols em três minutos. Aos 12, ele acertou em cobrança de falta da intermediária. Aos 15, Caio Mancha sofreu pênalti. Léo Artur cobrou de cavadinha no meio do gol e ampliou.

A partida diminuiu de ritmo no restante do primeiro tempo e o Novorizontino não conseguiu furar a forte marcação adversária.

Na volta do segundo tempo, o panorama mudou. Precisando de dois gols para levar a decisão para os pênaltis, o Novorizontino não teve outra escolha a não ser atacar. Aos nove minutos, conseguiu diminuir. Em contra-ataque, Andrei deu uma linda enfiada para Elvinho, que dominou, ajeitou o corpo e bateu colocado no cantinho.

Elvinho chegou a marcar outro gol, mas em posição de impedimento. Mas aos 30 minutos, o gol de empate saiu. Após boa jogada pela direita, a bola ficou viva na área. A zaga tentou afastar, mas caiu nos pés de Nando que chutou forte. O goleiro resvalou, mas não conseguiu evitar o gol.

Os times ainda buscaram o gol para liquidar no tempo normal, mas a decisão ficou mesmo para os pênaltis. Os batedores acertaram as duas primeiras séries. Na terceira, o batedor do Novorizontino jogou para fora e a Ferroviária ficou em vantagem. Os goleiros ainda defenderam uma cobrança cada, mas coube ao goleiro afeano brilhar mais e marcar o pênalti decisivo, que selou o placar em 4 a 2 e garantiu a Ferroviária na semifinal pelo terceiro ano seguido.

A Ferroviária se junta ao Votuporanguense, que mais cedo perdeu para o Taubaté, mas conseguiu avançar no placar agregado. Neste domingo (3), às 10h, os jogos Mirassol x Red Bull Brasil e Olímpia x Atibaia definem os outros dois classificados e os confrontos da próxima fase. (foto: Felipe Blanco/AFE)

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 2 x 2 GRÊMIO NOVORIZONTINO (4×2 nos pênaltis)
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara;
Arbitragem: Douglas Marques das Flores, auxiliado por Fábio Rogério Baesteiro e Risser Jarussi Corrêa;
Público: 3.880 pagantes;
Renda: R$ 26.890,00
Cartões amarelos: Caíque e Léo Artur (Ferroviária); Franklin (Novorizontino);
Gols: Léo Artur (12’ e 15’ do 1T) para a Ferroviária; Elvinho (10’ do 2T) e Nando (30’ do 2T) para o Novorizontino;

FERROVIÁRIA – Gabriel Leite, Vinícius, Elton, Gualberto e Arthur; Higor Meritão, João Cleriston (Caíque) e Léo Artur; Felipe Ferreira, Jorge Eduardo (Lucas Douglas) e Caio Mancha. Técnico: Vinícius Munhoz;

NOVORIZONTINO – Vinícius Almeida, Lucas Newiton, Vinícius Leandro, Rodrigo Sabiá e Reverson; Jairo Luís, João Pedro e Elvinho; Franklin (Nando), Andrei (Alisson) e Tito. Técnico William Sander.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos