Select Page

Ferroviária perde para o Velo em jogo conturbado

Texto: Carlos André de Souza

Foto: Matheus Pezzotti/Jornal Cidade

Em um jogo muito conturbado realizado na noite de ontem no Estádio Benito Agnello Castelano, em Rio Claro, a Ferroviária sofreu sua terceira derrota no Campeonato Paulista da Série A2. O time grená, que vinha de duas goleadas seguidas (3 a 0 sobre o Catanduvense em Araraquara e 5 a 1 sobre o Santo André no ABC Paulista), foi derrotado pelo Velo Clube por 1 a 0 em jogo válido pela 6ª rodada da competição estadual. A partida foi marcada por cinco expulsões questionáveis – três jogadores da Ferroviária e dois do Velo – e uma falha do goleiro Everton no gol de Paulinho, que definiu o placar do jogo.

O resultado fez as equipes inverterem suas posições na tabela de classificação. A Locomotiva caiu da quarta para a sétima colocação, com 9 pontos (três vitórias e três derrotas), enquanto o Galo subiu da sétima para a quarta, agora com 10 pontos.

Na próxima rodada, a Ferroviária voltará a atuar diante de sua torcida, em jogo marcado para as 16 horas do próximo sábado, diante do Batatais na Arena Fonte Luminosa.

O técnico afeano Vilson Tadei lamentou a atuação do árbitro no jogo de ontem, visto, que, por decorrência das expulsões, não poderá contar com Roberto, Sandoval e Acleisson. “Não tinha necessidade de expulsar tanta gente. Desmonta o time inteiro para a próxima partida. O árbitro acha que pode fazer tudo no jogo e confunde autoridade com autoritarismo, por isso prejudicou os dois lados. Mas o problema é que temos que ter a consciência de que não podemos cair nesse tipo de jogo. Tem que ter equilíbrio. Mas está bom. Perdemos fora de casa e vamos tentar reaver o equilíbrio e a tranquilidade para buscar a recuperação em casa”, explicou o treinador.

Jogo aberto no primeiro tempo

Com a equipe modificada, a Ferroviária entrou em campo apostando no contra-ataque. O primeiro lance de perigo ocorreu logo no primeiro minuto de jogo e saiu dos pés de Adriano Graça, do time da casa, que chutou de fora da área e a bola passou à direita do gol de Everton. A Ferroviária respondeu aos 9, quando Alan Mineiro lançou Tiaguinho, que ajeitou na entrada da área, mas bateu por cima do gol. Aos 21, Leleco arriscou de fora da área e a bola passou muito perto do travessão do goleiro afeano. A equipe visitante respondeu da mesma forma, com um chute de longe de Acleisson, mas a bola parou no goleiro. Alan Mineiro também chutou de longe e a bola passou perto.

A Locomotiva quase abriu o placar aos 35, quando Jônatas Obina arriscou da lateral esquerda, a bola pegou efeito e o goleiro Carlão se esticou para espalmar para fora. Aos 42, a Ferroviária trabalhou bem a bola até Tiaguinho passar na entrada da área para Acleisson, que chegou chutando, mas o goleiro encaixou em seu canto esquerdo. Um minuto depois, Tiaguinho recebeu dentro da área e girou chutando, mas parou novamente no goleiro Carlão. Aos 46, a Ferroviária ficou com um jogador a menos quando Roberto deu uma entrada dura no adversário e acabou expulso.

Segundo tempo com frango e expulsões

O Velo iniciou a etapa complementar partindo para cima com o intuito de aproveitar a vantagem numérica, mas foi a Ferroviária que assustou aos 7 minutos, quando Alan Mineiro passou na medida para Obina invadir a área e bater forte, mas o goleiro Carlão se esticou para fazer a intervenção. Aos 11, após boa troca de passes no ataque do Velo, Leleco bateu cruzado e a bola passou muito perto do canto direito de Everton. Aos 15, o Velo também ficou com um jogador a menos quando o zagueiro João Victor foi expulso após uma disputa de bola pelo alto.

O Velo abriu o placar aos 22 minutos, com uma falha do goleiro Everton. Paulinho recebeu pela ponta, avançou e bateu cruzado, sem ângulo. O goleiro afeano esperava um cruzamento e chegou a defender, mas a bola escapou e acabou dentro do gol: 1 a 0 para o time da casa.

Após o gol, Matteus saiu de campo machucado e Tadei colocou Neguete em seu lugar. No ataque, Negueba deu lugar a Tiaguinho. Aos 30, Renan levou perigo com um chute de longe, mas a bola passou por cima do gol. E foi Renan que deu lugar ao atacante peruano Miguel Curiel, na última tentativa de reação por parte de Vilson Tadei.

A Ferroviária teve sua melhor oportunidade de gol aos 37.Após cobrança de escanteio na área, o goleiro saiu mal e a bola sobrou para Negueba, que chutou forte e acertou o zagueiro em cima da linha do gol.

Aos 40, a Ferroviária teve outro jogador expulso, quando Acleisson usou o braço para fazer a falta, levou o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho. Dois minutos depois, o árbitro expulsou o zagueiro Sandoval, deixando a Locomotiva com oito jogadores. Em seguida, foi a vez de Bruno, do Velo, levar o segundo cartão amarelo e o vermelho.

Nos últimos minutos, só restou o Velo se segurar e administrar o placar que lhe garantiu mais três pontos em casa.

FICHA TÉCNICA

VELO CLUBE 1 x 0 FERROVIÁRIA

Local: Estádio Benito Agnello Castelano, em Rio Claro
Data/Horário: 12/02/2014 às 20h30
Arbitragem: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho, auxiliado por Samuel Augusto Vieira Paião e Fábio Banciella de Salles
Cartões amarelos: Thiago Bernardi, Ernando, Bruno (Velo); Guilherme Batata, Acleisson, Jônatas Obina (AFE).
Cartão vermelho: Roberto; Acleisson e Sandoval (AFE); João Victor e Bruno (Velo)
Gol: Paulinho (22’ do 2º tempo).

VELO CLUBE– Carlão; Oliveira, João Victor, Thiago Bernardi e Adriano Graça (Pedrinho); Samuel, Diego Perini, Leleco e Paulinho; Rick (Ernando) e Léo Souza (Bruno). Técnico: Carlos Rossi

FERROVIÁRIA– Everton, Matteus (Neguete), Sandoval. Alcides e Roberto; Renan (Miguel Curiel), Guilherme Batata, Acleisson e Alan Mineiro; Jônatas Obina e Tiaguinho (Negueba). Técnico: Vilson Tadei.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos