Selecione a página

Ferroviária perde para o Red Bull na Fonte

Derrota impede o time araraquarense de terminar rodada na liderança de seu grupo

Ferroviária perde para o Red Bull na Fonte
Carlos André de Souza

Em jogo realizado na noite desta segunda-feira (4) no Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, a Ferroviária não conseguiu manter o embalo dos jogos anteriores e acabou derrotada pelo Red Bull por 2 a 1, pela 5ª rodada do Paulistão 2019.
Ytalo abriu o placar para os visitantes e Tony, de pênalti, fez o gol afeano na partida. O jogo parecia caminhar para um empate, mas o goleiro afeano Tadeu falhou em uma reposição de bola e facilitou para Jobson, que fez o gol de cobertura nos acréscimos.
“Era importante vencer, pontuar em casa, mas infelizmente não foi possível. Tínhamos um ponto importante. Foi um erro meu, decisão errada, mas não muda o trabalho, estamos no caminho certo. Foi um deslize, não vai atrapalhar o que estamos fazendo aqui”, explicou o aniversariante Tadeu, que apesar da falha saiu de campo aplaudido.

O jogo
O primeiro lance claro de gol aconteceu aos 2 minutos, quando ao afeano Felipe Ferreira arriscou de fora da área e parou na intervenção do goleiro Júlio César. O mesmo Felipe Ferreira levou perigo aos 9, quando bateu rasteiro pelo lado esquerdo, a bola desviou na zaga e passou rente à trave esquerda do goleiro do Red Bull.
A Ferroviária viu o adversário perder uma grande oportunidade aos 19, quando a zaga afeana foi chutar para frente, a bola rebateu e sobrou para Rafael Carioca, de frente para o gol, que chutou forte e a bola passou raspando o travessão.
Mas o Red Bull não perdeu a oportunidade aos 22, quando Aderlan fez o cruzamento pela direita, Roberson disputou pelo alto, mas foi Ytalo quem apareceu na segunda trave para cabecear no canto esquerdo de Tadeu, que viu a bola balançar a rede e os visitantes abrirem o placar.
O time araraquarense foi para o ataque em busca do empate, mas parou em uma defesa bem postada do time adversário. A Ferroviária ainda perdeu um de seus principais jogadores, o atacante Maurinho, que deixou o campo machucado.
O segundo tempo começou com duas boas defesas de Tadeu: a primeira em cobrança de falta de Jobson e a segunda no rebote de Everton.
A Locomotiva fez a alegria de sua torcida logo aos 4 minutos, quando Jorge Eduardo foi derrubado na área. Na cobrança do pênalti, Tony bateu à meia-altura do lado esquerdo de Júlio César e empatou o jogo.
Aos 31, brilhou a estrela de Tadeu, que fez uma boa defesa em uma finalização dentro da área de Aderlan. Aos 38, Osman ficou com uma sobra dentro da área e bateu por cima do gol.
Mas o Red Bull fez o gol da vitória aos 46 minutos, quando Tadeu fez a defesa, tentou fazer o lançamento com a mão, mas a bola ficou com Jobson, que tocou por cobertura e decretou a vitória dos visitantes em Araraquara.

Classificação
Com a derrota, a Ferroviária termina a rodada em segundo lugar do Grupo C, que apresenta o Bragantino na liderança (8 pontos), seguido de Ferroviária (7 pontos e 0 gol de saldo), Corinthians (7 pontos e -1 gol de saldo) e Mirassol (5 pontos). O time araraquarense ocupa a 9ª colocação geral do campeonato.

Agenda
Após dois jogos em casa, a Ferroviária enfrentará o São Bento na próxima sexta-feira, dia 8, às 21 horas, na casa do adversário. Depois dessa partida, a Locomotiva só voltará a campo no dia 17, domingo, contra o Palmeiras em Araraquara.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 1 x 2 RED BULL
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara;
Data/Horário: Segunda-feira, 4 de fevereiro, 20h;
Arbitragem: Márcio Henrique de Góis, Eduardo Vequi Marciano e Risser Iarussi Corrêa;
Público: 1.678 pagantes;
Renda: R$ 27.500,00;
Cartões amarelos: Rayan e PH (Ferroviária); Jobson e Rafael Carioca (Red Bull);
Gols: Tony (4’ do 2º T) para a Ferroviária; Ytalo (22’ do 1º T) e Jobson (46’ do 2º T) para o Red Bull;
FERROVIÁRIA – Tadeu; Diogo Mateus, Elton, Rayan e Julinho; PH, Tony e Fellipe Mateus (Higor Meritão); Maurinho (Jorge Eduardo), Felipe Ferreira e Uilliam (Diego Gonçalves). Técnico: Vinícius Munhoz;
RED BULL – Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson, Everton (Bruno Tubarão), Uillian Correia (Barreto) e Osman; Ytalo e Roberson. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade