Selecione a página

Ferroviária perde e fica mais longe da classificação

Com gol no final do jogo, time araraquarense precisará de uma combinação de resultados para avançar na Copa Paulista


Texto: Carlos André de Souza

Foto: Leonardo Fermiano

O ‘Moleque Travesso’ aprontou na noite de ontem na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. Com um gol marcado aos 37 minutos do segundo tempo por Rafael Castori, o Juventus venceu a Ferroviária por 1 a 0 e complicou a equipe araraquarense na busca pela classificação para a fase de mata-mata da Copa Paulista.

“Não faltou vontade dentro de campo. Nossos jogadores foram guerreiros, correram o tempo todo e buscaram a vitória, mas tem algumas coisas que vão contra o time que prejudicam. Agora temos que nos manter focados porque vamos enfrentar uma equipe fortíssima”, explicou o goleiro Everton.

A derrota em casa mantém o time araraquarense com 5 pontos, dividindo a terceira posição do Grupo 7 com o Rio Preto, que ontem perdeu em casa por 3 a 0 para o Ituano. Assim, o time de Itu chegou aos 12 pontos e carimbou sua classificação, enquanto o Juventus é o vice-líder com 6.

Agora, a Ferroviária não depende apenas de si mesma para buscar a classificação. Na próxima rodada, a última da segunda fase, a equipe araraquarense precisará vencer o Ituano no Estádio Dr. Novelli Júnior, em Itu, e torcer por um empate no jogo entre Juventus e Rio Preto em São Paulo.

O jogo

A Ferroviária entrou em campo apostando em duas alterações: Harrison no lugar de Renatinho e Pedro Gusmão na vaga de Taubaté. O time araraquarense iniciou a partida com um ritmo de jogo melhor, mas quem chegou primeiro com mais perigo foi o Juventus, aos 9 minutos, com um chute de longe batido por Romarinho, que passou perto do travessão do goleiro Everton. O primeiro lance de perigo do time da casa foi aos 11 minutos, quando Mário recebeu a bola dentro da área e bateu cruzado, mas a bola passou perto da trave direita de Fernando Henrique.

Renato bateu falta da intermediária aos 24 minutos e por pouco não encobriu o goleiro, que se esticou para espalmar para fora. Aos 26, foi a vez do goleiro afeano fazer uma intervenção difícil em um chute de Castori. Aos 30, Wilson Júnior recebeu belo passe de Renato, mas ficou sem ângulo no momento da finalização e bateu em cima do goleiro. O lance mais polêmico do jogo ocorreu aos 37, quando jogadores e torcedores da Ferroviária reclamaram de um pênalti não marcado pela arbitragem. Na ocasião, Mário ganhou do adversário na corrida e foi derrubado dentro da área, para desespero dos afeanos.

A Ferroviária voltou inalterada para o segundo tempo e quase abriu o placar aos 9 minutos, com Matteus, que recebeu cruzamento dentro da área e cabeceou, mas a bola passou perto do gol. Na sequência, goleiro Everton salvou a Locomotiva em dois lances de muito perigo. No primeiro, Rafael Branco bateu da entrada da área e parou no goleiro. Na segunda, Pedro Rocha recebeu em profundidade e saiu de frente com o goleiro, que levou a melhor com outra boa defesa. Com o intuito de colocar o time no ataque, o técnico afeano tirou o zagueiro Vinicius e colocou o atacante Walker. Aos 34, em cobrança de falta frontal, Harrison bateu com categoria e a bola passou muito perto do ângulo direito de Fernando Henrique.

A Ferroviária, no entanto, sofreu o gol aos 37 minutos, quando Castori arrancou pela intermediária e acertou um chute indefensável no ângulo esquerdo de Everton: 1 a 0 para o Juventus.

A Locomotiva buscou a reação e quase igualou o marcador com um chute de longe de Renato, aos 39, mas a bola passou perto do ângulo direito do goleiro. Aos 47, no último lance do jogo, o goleiro Everton foi para a área tentar ajudar o ataque em uma cobrança de escanteio. Após confusão na área, a bola sobrou, próximo à marca do pênalti, para o camisa 1, que chutou forte, mas o zagueiro se jogou na frente, evitando o gol que evitaria a derrota em casa.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 0 x 1 JUVENTUS

Local: Arena Fonte Luminosa, Araraquara (SP);
Data: Quarta-feira, 09, às 20h.
Árbitro: Adriano de Assis Miranda;
Auxiliares: Alexandre Médice Gouveia e Rodrigo Crosara;
Quarto Árbitro:Adeli Mara Monteiro;
Cartões amarelos: Maurício, Jader (Juventus)
Gol: Castori (37’ do 2º T)

Ferroviária: Everton; Mário, Hismael, Vinicius (Walker) e Bruno; Renan, Matteus, Harrison e Renato; Wilson Júnior e Pedro Gusmão (Gustavo Henrique).Técnico: Fabrício Maia.

Juventus: Fernando Henrique; Maurício (Jader), Maurício Carvalho, Victor Salinas e Lucas Pavone; Arthur, Romarinho (Vinicius César), Derli e Rafael Branco; Rafael Castori e Pedro Rocha.Técnico: Celinho Spadoti.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade