Select Page

Ferroviária inicia final da Copa Paulista contra o Votuporanguense



Time araraquarense busca vantagem para o jogo que volta, que acontece no próximo domingo

Ferroviária inicia final da Copa Paulista contra o Votuporanguense

Carlos André de Souza

A Ferroviária inicia neste domingo (25) a disputa da final da Copa Paulista 2018. O jogo de ida contra o Votuporanguense será realizado às 11 horas na Arena Plínio Marin, em Votuporanga, onde a equipe araraquarense tenta conquistar uma boa vantagem para a partida de volta, que será realizada no próximo domingo, 2 de dezembro, no Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara.
Dona da melhor campanha, a Locomotiva terá como única vantagem o fato de fazer o jogo de volta em casa. Se após as duas partidas houver igualdade no número de gols para cada equipe, o título será decidido nos pênaltis. Vale destacar que o campeão terá direito a escolher entre uma vaga no Brasileiro da Série D ou uma vaga na Copa do Brasil, ambas a serem disputadas em 2019. Mas o presidente do Votuporanguense já teria manifestado o desejo de disputar a Copa do Brasil, o que abre a possibilidade de a equipe araraquarense conquistar a vaga para a Série D – seu grande objetivo – mesmo se terminar com o vice-campeonato.
Essa é a terceira vez consecutiva que a Ferroviária chega à final da competição. Em 2016, perdeu o título nos pênaltis para o XV de Piracicaba e em 2017 conquistou, também nos pênaltis, a taça sobre a Inter de Limeira. Além de 2017, o time grená já havia levantado a taça em 2006, quando a competição ainda era chamada de Copa Federação Paulista de Futebol.
Várias excursões de torcedores afeanos foram organizadas para que a Locomotiva tenha um apoio na arquibancada em Votuporanga. Em Araraquara, os torcedores poderão acompanhar pelo Rádio Cultura (cobertura dos Campeões da Bola), FPF TV (pelo Youtube) e também pelo canal Fox Sports.

Campanhas
Mesmo após passar por uma reformulação depois de disputar o Paulistão e a Série D do Brasileiro, a Ferroviária do técnico Vinícius Munhoz obteve um bom desempenho na primeira fase da Copa Paulista, onde terminou na liderança de seu grupo com seis vitórias, quatro empates e duas derrotas. Na segunda fase, nova liderança, dessa vez com cinco vitórias e apenas uma derrota. Nas quartas de final enfrentou o Grêmio Novorizontino, com quem empatou por 1 a 1 fora e 2 a 2 em casa. Nos pênaltis, o time grená contou com o brilho do goleiro Gabriel Leite para conquistar a classificação com a vitória por 4 a 2. Na semifinal, a Locomotiva encarou outro integrante da elite: o Red Bull. A vaga foi conquistada com uma vitória por 2 a 0 em Campinas e um empate por 2 a 2 em Araraquara.
Já o Votuporanguense teve uma grande evolução durante o torneio. Na primeira fase, se classificou com a terceira melhor campanha do Grupo 1 com cinco vitórias, um empate e quatro derrotas. Na segunda fase, foi líder do Grupo 7 com quatro vitórias, um empate e uma derrota.
Nas quartas de final, teve pela frente o Taubaté e venceu o jogo de ida em casa por 4 a 2 e perdeu fora por 1 a 0. Na semifinal, após empatar fora por 1 a 1, venceu o Atibaia por 3 a 0 no jogo de volta e ficou com a vaga na decisão.

Desfalques dos dois lados
O técnico Vinícius Munhoz terá duas baixas para o jogo de ida da final. O volante Higor Meritão, titular absoluto e um dos destaques da equipe, levou o terceiro cartão amarelo contra o Red Bull e cumpre suspensão. Outro atleta que não participará do jogo é o atacante Jorge Eduardo, que sofreu uma fratura no nariz após levar um chute no rosto durante uma dividida no jogo passado na Fonte Luminosa. Assim, Caíque ou Fábio Souza disputam a camisa 5, enquanto Tom deve ficar com a vaga no ataque. “Eu penso que, quando se vai jogar uma decisão, é um jogo diferente porque há mobilização de ambos os lados. Não tenho dúvida de que o jogo em Votuporanga terá uma dificuldade maior por tudo que o Votuporanguense construiu ao longo da competição e pelo caráter decisivo do jogo. Precisamos ter todos os cuidados para que cheguemos lá e tenhamos como fazer um jogo de igual para igual”, avaliou o treinador araraquarense.
O Votuporanguense do técnico Rafael Guanaes vai para o jogo com dois desfalques. O goleiro Paulo Roberto fica de fora por conta de uma cirurgia no nariz e segue sendo substituído por Bruno Pianissolla, enquanto Rodolfo Valadares, atacante reserva, foi expulso na goleada sobre o Atibaia. “É difícil saber que um colega teve que sair da equipe por uma lesão. A gente trabalha para buscar nosso espaço e torce para que nada disso aconteça. Somos muito unidos, convivemos o dia a dia. Trabalhamos durante a semana e todos sabem da nossa entrega. Creio que, nessa final, temos que desfrutar e jogar com alegria, vivenciar cada momento com personalidade e tentamos passar para os jovens nossa experiência”, afirmou Pianissolla.

Foto: Thiago Carvalho/AFE
FICHA TÉCNICA

VOTUPORANGUENSE x FERROVIÁRIA
Local: Arena Plínio Marin – Votuporanga (SP)
Data/Horário: Domingo, 25 de novembro, 11h;
Arbitragem: Salim Fende Chavez, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Alberto Poletto Masseira;

VOTUPORANGUENSE – Bruno Pianissolla; Sávio, Renato Justi, Paulo Henrique e Matheus Destro; Alísson, Ricardinho, Dudu e Léo Aquino; Bruno Baio e Erick Salles. Técnico: Rafael Guanaes;

FERROVIÁRIA – Gabriel Leite; Vinicius Pedalada, Elton, Gualberto e Arthur; João Cleriston, Caique e Léo Artur; Tom, Caio Mancha e Felipe Ferreira. Técnico: Vinicius Munhoz.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos