Selecione a página

Ferroviária é ‘garfada’ em empate com a Ponte

Árbitro não marcou pênalti claro nos acréscimos e jogo termina sem gols na Fonte Luminosa

Ferroviária é ‘garfada’  em empate com a Ponte

Carlos André de Souza

Ferroviária e Ponte Preta ficaram no 0 a 0 em Araraquara Foto: Tom Magno/AFE

Ferroviária e Ponte Preta ficaram no 0 a 0 em Araraquara
Foto: Tom Magno/AFE

Depois de perder por 1 a 0 para o Santos no último sábado na Vila Belmiro pela estreia do Paulistão 2019, a Ferroviária voltou a campo na tarde desta quarta-feira (23) no Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, onde encarou a Ponte Preta pela segunda rodada. Mas o reencontro com a torcida não foi da maneira esperada, já que a partida terminou com o placar de 0 a 0.

A Locomotiva acertou a trave duas vezes e viu o adversário acertar uma e perder um gol de frente com o goleiro, mas o lance mais polêmico da partida ocorreu aos 45 do segundo tempo, quando o árbitro não marcou pênalti para a Ferroviária em uma bola que foi interceptada com o braço por Tiago Real dentro da área.

Assim, o jogo terminou sem gols e o time araraquarense do técnico Vinícius Munhoz somou seu primeiro ponto no estadual.

O jogo

Logo com dois minutos de partida, as duas equipes já haviam criado uma boa chance para cada lado. A Ponte Preta teve a oportunidade de abrir o placar com Gerson Magrão, que aproveitou passe errado da Ferroviária no meio, arrancou, invadiu a área e concluiu na saída de Tadeu, mas a bola passou raspando o travessão. Já a equipe da casa levou perigo com Maurinho, que recebeu pelo lado direito da área, saiu da marcação e concluiu forte por cima do gol.

Outra oportunidade clara de gol ocorreu aos 27, quando Gerson Magrão recebeu no lado esquerdo da área, chutou cruzado rasteiro e viu a bola explodir na trave esquerda de Tadeu.

A Ferroviária voltou melhor da parada técnica e quase abriu o marcador aos 32, quando Diogo Mateus cobrou falta na área, o zagueiro Rayan cabeceou e exigiu uma intervenção milagrosa do goleiro Ivan, que se esticou para evitar o gol. Aos 33, após novo cruzamento de Diogo Mateus, Lúcio Flávio subiu mais que a defesa e cabeceou na trave.

Aos 34, a Ponte perdeu um gol incrível quando saiu em contra-ataque e Matheus Vargas deu uma boa assistência para Hugo Cabral, que saiu na cara do gol e chutou para fora, à esquerda da trave. Dois minutos depois, Ivan voltou a ser exigido quando Fellipe Mateus saiu de frente para o gol e parou em uma defesa do goleiro com o pé direito.

A Ferroviária voltou melhor para o segundo tempo e quase fez o gol aos 15, quando Maurinho arrancou e concluiu perto do gol.

Aos 21, Diogo Mateus acertou a bola na trave direita do goleiro em cobrança de falta de longa distância.

A Ferroviária voltou a assustar aos 42, quando Arthur recebeu pela esquerda da área e cruzou para Uilliam, que bateu de primeira, mas a bola bateu na zaga, que impediu o gol. A Ponte voltou assustar quando Matheus Oliveira arriscou de longe aos 44 e a bola passou perto do gol.

Aos 45 ocorreu o lance mais polêmico do jogo, quando o camisa 10 da Ferroviária, Fellipe Mateus, cobrou falta frontal e a bola bateu no braço de Tiago Real, que estava na barreira dentro da área, mas o árbitro Leandro Bizzio Marinho não marcou o pênalti, para desespero da torcida, que viu o jogo terminar em 0 a 0.

Próximo jogo

A Ferroviária voltará a campo na próxima segunda-feira (28), às 20 horas, quando enfrentará o Botafogo de Ribeirão Preto no Estádio santa Cruz, casa do adversário.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 0 x 0 PONTE PRETA
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara;
Data/Horário: Quarta-feira, 23 de janeiro, 17h;
Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Daniel Luís Marques e Daniel Paulo Ziolli;
Público: 1.066 pagantes;
Renda: R$ 15.870,00;
Cartões amarelos: Lúcio Flávio, PH e Higor Meritão (Ferroviária); Thalles, Reginaldo e Luís Ricardo (Ponte Preta);

FERROVIÁRIA – Tadeu, Diogo Mateus, Rayan, Rodrigão e Arthur; PH, Tony (Higor Meritão) e Fellipe Mateus; Felipe Ferreira (Diego Gonçalves), Maurinho e Lúcio Flávio (Uilliam). Técnico: Vinícius Munhoz.

PONTE PRETA – Ivan; Luís Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Giovanni; Nathan, André Castro, Gerson Magrão (Matheus Oliveira) e Matheus Vargas (Tiago Real); Hugo Cabral (Dudu) e Thalles. Treinador: Mazola Júnior.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade