Selecione a página

Ferroviária ‘cai de pé’ no Paulistão

Ferroviária ‘cai de pé’ no Paulistão
Carlos André de Souza
Com sua melhor campanha dos últimos 26 anos, a Ferroviária encerrou nesta quarta-feira (27) sua participação na edição 2019 do Campeonato Paulista da Série A1. Após empatar com o Corinthians por 1 a 1 no último domingo em Araraquara, a Locomotiva foi para o jogo de volta em Itaquera e voltou a empatar pelo mesmo placar. Júnior Urso abriu o placar para o time alvinegro e Thiago Santos igualou para a equipe araraquarense. Nas cobranças de pênaltis, o Corinthians levou a melhor por 4 a 3 e carimbou sua classificação.
O meia Tony, um dos destaques da equipe grená na competição, foi um dos dois atletas a desperdiçar sua cobrança na decisão, mas revelou sua satisfação pela campanha e pelo carinho que recebeu dos torcedores afeanos. “Estou muito chateado, obviamente, mas com o coração em paz pelo trabalho que fizemos. Desde jogadores, comissão e diretoria, todos deram seu melhor. O pênalti perdido doeu porque a gente treina muito. Eu escorreguei, mas agora não adianta. A responsabilidade é compartilhada, mas muito maior minha, porque eu tinha a incumbência de começar bem. Agora é descansar e agradecer à Ferroviária e a cidade de Araraquara”, explicou o camisa 8.
Com uma campanha que o colocou entre os oito melhores do campeonato, o time grená venceu quatro jogos, empatou oito e perdeu apenas dois, com 13 gols feitos e 11 sofridos. Resta saber agora se a diretoria conseguirá manter o elenco para o Campeonato Brasileiro da Série D, que começará em maio. A equipe do técnico Vinícius Munhoz integra o Grupo A17 ao lado de Maringá-PR, Avenida-RS e Joinville-SC.
Já o Paulistão entrará em sua fase de semifinal com os confrontos entre Palmeiras e São Paulo, Corinthians e Santos, que se enfrentarão nos dois próximos finais de semana.
Gol no primeiro tempo
Apesar de ter mais posse de bola, a Ferroviária sofreu pressão nos minutos iniciais e viu Gustavo cabecear perto da trave de Tadeu aos 15 minutos. Vagner Love arriscou de longe com um chute rasteiro aos 32, mas a bola passou perto do gol.
O Corinthians insistiu e fez o gol aos 33, quando Clayson arrancou pelo lado esquerdo, passou por Diogo Mateus e rolou para trás, onde Júnior Urso finalizou no alto para estufar a rede.
No último lance de perigo do primeiro tempo, Tadeu encaixou com segurança uma bola em que Gustavo cabeceou dentro da área.
Segundo tempo
O segundo tempo começou com o Corinthians no campo de ataque e a Ferroviária explorando os contra-golpes. O alvinegro levou perigo aos 8 minutos com um chute cruzado de Michel que parou na defesa de Tadeu. Aos 9, quem foi exigido foi o goleiro Cássio, que defendeu um chute de longe de Anderson Uchôa.
Mas aos 14, a Ferroviária chegou ao gol de empate quando Diogo Mateus bateu rasteiro de longe e no meio do caminho Thiago Santos deu um leve desvio que fez a bola entrar no canto direito de Cássio: 1 a 1!
O Corinhians levou perigo em duas bolas cabeceadas por Henrique. Na primeira, aos 28, Tadeu fez uma grande defesa e na segunda, aos 30, a bola passou raspando a trave. O último lance de perigo do jogo aconteceu aos 43, quando Sornoza arriscou de fora da área e a bola raspou a trave de Tadeu.
Drama dos pênaltis
Logo em sua primeira cobrança, a Ferroviária desperdiçou a oportunidade de abrir vantagem quando Tony chutou para fora. Gustavo abriu o placar para o Corinthians. Thiago Santos também perdeu sua cobrança para a Locomotiva e viu Clayson abrir 2 a 0 para o time da casa. Na terceira série, Uilliam fez o primeiro da Ferroviária e Danilo Avelar parou em uma grande defesa de Tadeu. Na quarta série, o afeano Higor Meritão e o corintiano Boselli converteram suas cobranças, assim como na quinta série, onde Tadeu bateu forte para fazer o gol, mas não evitou a derrota na cobrança de Pedrinho, que decretou a vitória por 4 a 3 e a classificação alvinegra para a semifinal.
CORINTHIANS 1 x 1 FERROVIÁRIA (4×3 nos pênaltis)
Local: Arena Corinthians, São Paulo;
Data/Horário: Quarta-feira, 27 de março, 21h30;
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Luiz Alberto Andrini Nogueira;
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral;
Cartões amarelos: Danilo Avelar (Corinthians); Diogo Mateus e Thiago Santos (Ferroviária);
Gols: Clayson (33’ do 1T) para o Corinthians; Thiago Santos (14’ do 2T) para a Ferroviária;
CORINTHIANS – Cássio; Michel Macedo, Henrique, Manoel e Danilo Avelar; Ralf (Pedrinho), Junior Urso, Jadson, Clayson e Vagner Love (Boselli); Gustavo. Técnico: Fábio Carille
FERROVIÁRIA – Tadeu; Diogo Mateus (Alisson), Rayan, Rodrigão e Arthur; Anderson Uchoa, Tony e Léo Artur (Higor Meritão); Diego Gonçalves, Felipe Ferreira (Uilliam) e Thiago Santos. Técnico: Vinícius Munhoz

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade