Selecione a página

Ferroviária busca reação contra o Monte Azul

Carlos André de Souza

Antes do treino da última segunda-feira, a diretoria, a comissão técnica e os jogadores da Ferroviária se reuniram em um encontro que esquentou o clima no time. Com um elenco que manteve a base da Copa Paulista, aliado com mais um time de reforços, a Locomotiva ocupa a 13ª colocação do Campeonato Paulista, com duas derrotas, um empate e uma vitória, números que não agradam nem um pouco a torcida e os dirigentes. Por isso, somente a vitória interessa hoje na partida contra o Monte Azul no estádio Otacília Patrícia Arroyo, casa do adversário.
Além do rival, que possui a mesma pontuação que o time araraquarense na A-2, a Ferroviária terá de lidar com o forte calor característico do horário da partida, marcada para as 16 horas.
O técnico Paulo Cezar Catanoce deve colocar em campo a mesma escalação utilizada na última partida, quando sua equipe foi derrotada pelo Noroeste pelo placar de 1 a 0 em Bauru. O único desfalque será Felipe Blau, que atuou como volante e levou seu terceiro cartão amarelo. Assim, Júlio César, que não atuou em Bauru em razão de um desconforto muscular, voltará ao meio-de-campo grená.
O comandante grená espera que o time mostre o mesmo desempenho apresentado na pré-temporada, quando fez quatro jogos contra equipes da elite e saiu invicto, com empates diante de Catanduvense, Botafogo e Mogi Mirim e uma vitória sobre o Oeste. “Não estamos esperando empenho maior de um determinado jogador, mais de todos, justamente porque sabemos de suas condições. Estou convicto de que vamos emplacar resultados positivos, e o anseio, como não pode ser diferente, será de projeção para a classificação”, avaliou Catanoce.

Sob nova direção
NA última rodada, o Monte Azul comemorou a primeira vitória na Série A-2, com o placar de 3 a 2 sobre o União São João em Araras. A partida marcou a estreia do técnico Betão Alcântara, que gostou do que viu em campo e pretende manter o ritmo. “O elenco é muito bom, seria ideal mais umas duas ou três peças para fortalecer, mas nós visamos uma arrancada”, avaliou.
A novidade pode ficar por conta da estreia do meia atacante Romarinho, que estava no Mirassol. “Ele esteve comigo no Rio Preto em 2011 e vinha atuando pelo Mirassol. Provavelmente irá jogar”, comentou o treinador. O restante do time será o mesmo que atuou em Araras.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade