Selecione a página

Chance para os garotos

Técnico Paulo César Catanoce promete avaliar a base da Ferroviária para reforçar o elenco principal na Copa Paulista e na A-2

Catanoce monta a equipe para a Copa Paulista, de olho na A-2CARLOS ANDRÉ DE SOUZA
andre@jornaloimparcial.com.br

Após o empate por 0 a 0 com o Américo no primeiro jogo-treino sob o comando do técnico Paulo César Catanoce, a Ferroviária voltou aos treinos ontem, no campo do Pinheirinho, onde realizou trabalhos de bola parada visando o seu próximo compromisso, marcado para a manhã do próximo sábado, em local a ser definido. O adversário será o Noroeste e provavelmente a partida acontecerá em Lençóis Paulista.

Esse será o penúltimo teste da equipe grená, que no sábado seguinte, dia 9, encara o XV de Piracicaba às 10 horas na Arena da Fonte, antes de iniciar sua participação na Copa Paulista. A estreia afeana está marcada para o dia 17 de julho, um domingo, às 16 horas, contra o Velo Clube na Arena da Fonte.

“Não podemos perder tempo e não vamos jogar por jogar. Temos que disputar a Copa Paulista de uma forma efetiva, com o objetivo de conseguir a classificação e formar uma base para a Série A-2”, garante o treinador.

Segundo ele, um dos fatores a favor do entrosamento da equipe se deve à convivência que alguns atletas possuem entre si, por terem atuado juntos em outras oportunidades. “Estou contente porque vejo os jogadores comprometidos e entendendo o método de trabalho. Além disso, são atletas que possuem uma certa experiência e por isso a tendência é melhorar. Não adianta precipitarmos em fazer com que o time renda muito antes do previsto e no momento da competição iludir o torcedor”, explicou Catanoce.

Segundo ele, a busca por reforços será encerrada até que se tenha uma avaliação completa do elenco. “Estamos com uma folha salarial pequena e por isso vamos tentar acompanhar treinos e jogos dos juniores, com a intenção de dar oportunidades para alguns garotos que estão surgindo. Creio que entre a terceira ou quarta rodada da Copa Paulista saberemos se haverá a necessidade de outras contratações. De repente, quatro ou cinco peças podem ser suficientes para a A-2”, espera o comandante grená.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade