Selecione a página

Thainara Faria traz ideias sobre sustentabilidade de Comitê da ONU

Vereadora fala também do orgulho por seu partido e sobre futuro na política araraquarense 

Thainara Faria traz ideias sobre sustentabilidade de Comitê da ONU

Adriel Manente

O jornal O Imparcial recebeu na noite dessa quarta-feira (10) a visita da vereadora do PT, Thainara Faria. Ela veio falar um pouco a respeito de sua visita ao comitê da ONU, em Nova York, e o que isso renderá na prática em termos de ideias da parlamentar para a Câmara Municipal de Araraquara.

A jovem vereadora, de 24 anos, foi a única representante do poder legislativo do país no evento que durou nove dias. Thainara debateu sustentabilidade e desarmamento durante o comitê das Nações Unidas, ao lado de Carolina Munhoz Dresch, que a acompanhou durante a viagem. Além do encontro nos EUA, a vereadora falou também sobre a sua participação na sessão da Câmara da última terça-feira (9) e assuntos da política nacional, além de seus planos para as eleições do ano que vem.

Visita à ONU

De acordo com Thainara, sua visita, que foi paga com recursos próprios, visava discutir principalmente o desenvolvimento sustentável. “Trouxe várias ideias novas de lá que pretendo sim utilizar para trazer projetos para nossa cidade. Projetos esses baseados nos 17 objetivos de sustentabilidade da ONU, que são ações determinadas que visam maximizar soluções para o problema de sustentabilidade no planeta, como cuidar do meio-ambiente, erradicação da pobreza, fome zero, saúde e bem estar, educação de qualidade, entre outras”, relatou.

Segundo a parlamentar, há uma ideia que será discutida com o secretário de meio-ambiente de Araraquara, de se criar o chamado “Jardim Vertical”, algo que já existe na cidade de São Paulo e condiz com seu plano de governo. Outro ponto levantado pela vereadora é o de fazer um transporte público sustentável e de qualidade. “Conversaremos com a CAT à respeito. A ideia também é fomentar o uso de bicicletas. Fazer todo um trabalho de conscientização quanto ao benefício do uso desse meio. Essa é uma medida importante”.

Thainara disse ainda que participou também de um comitê para discussão do desarmamento a nível global. Essa é uma pauta que logo entraremos em discussão, pois tem a ver com a eleição do Conselho Tutelar”, afirmou.

Sessão tumultuada

A vereadora petista também lembrou sua participação na última sessão do plenário legislativo. Para ela, que acompanhou as sessões durante seu tempo fora nos EUA, um parlamentar ‘passou dos limites’. “O que ressaltei ali foi que achei desrespeitoso tratar a situação da dengue daquele jeito. Araraquara não é só dengue. É preciso parar de achar que só os outros têm responsabilidade, só apontar o dedo e não ter nenhuma ação proativa, resolver o problema. É muito cômodo”, afirmou.

A jovem parlamentar aproveitou para dar seus “pitacos” quanto à política nacional.

Reforma da Previdência
Segundo Thainara, o projeto do presidente Bolsonaro (PSL) é equivocado no sentido de legislar para poucos. “Essa medida vai trazer retrocesso, fazer com que direitos que trabalhadores lutaram por vários anos para conquistar sejam simplesmente ignoradas. É fazer a lei voltada para o patrão, e não pensando no empregado”.

Lei Anticrime de Sérgio Moro
 “É praticamente dar a liberdade de a polícia atirar e não precisar responder por isso. É igualar todo o tipo de situações. É tentar resolver o problema do Brasil dando o remédio errado, é uma medida ineficaz”, diz a vereadora.

Carro abatido com 80 tiros
 “Eu comecei acompanhar melhor o Rio depois do caso da Marielle. Pode ser sim considerado um crime comum, mas quando se dá 80 tiros fica nítido o crime de ‘ódio’ e precisa sim ser punido”, afirma.

Orgulho de ser petista

“Não vou mentir não, eu já pensei em desistir de tudo. A gente é muito apedrejado aqui”. Quando questionada sobre se há pretensão de mudar de partido devido às críticas e ressalvas que parte da população tem com relação ao Partido dos Trabalhadores, a jovem parlamentar se emocionou. “Se hoje eu estou como representante do povo foi porque o PT me proporcionou isso. Se sou formada em Direito, se a minha família nunca passou fome, foi graças às políticas sociais do PT. E eu acho que ser grata é uma virtude hoje em dia, eu me orgulho do meu partido”, disse Thainara, com lágrimas nos olhos.

Executivo em um futuro distante

Por fim, Thainara Faria afirmou que, mesmo com tantas lutas, pretende a reeleição. “Se o povo teve confiança em mim, eu tenho que de alguma forma retribuir. Estarei sim em campanha em 2020”.

Ela ressaltou ainda que, não há pretensão de deixar o legislativo, mas nada é definitivo para os próximos anos. “Eu adoro o legislativo, é meu objetivo por enquanto. Talvez um dia, quem sabe, eu pense em outras possibilidades, mas ainda não é a hora”, concluiu.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade