Selecione a página

Secretária da Saúde pede apoio da população contra a dengue

Eliana Honain reafirma que o envolvimento da população deve ser cotidiano. Quarta morte relacionada à doença foi confirmada nesta segunda-feira (18)

Secretária da Saúde pede apoio da população contra a dengue

A secretária de Saúde, Eliana Honain, fez um apelo para que a população se envolva no combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, após a confirmação da quarta morte por dengue em Araraquara. “Sem o apoio e o envolvimento cotidiano da população, fica impossível combater a dengue”, afirma a secretária.

Na tarde desta segunda-feira (18), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a morte por dengue de uma jovem de 33 anos, que estava internada na Santa Casa e faleceu no dia 25 de fevereiro. A confirmação ocorreu por meio de exames feitos no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMTSP – USP), em São Paulo, e do Instituto Adolfo Lutz, de Ribeirão Preto.

A Prefeitura manifesta todo o apoio e solidariedade aos familiares e reitera que está empregando todos os esforços para a prevenção da doença e tratamento adequado da população. Além dos bloqueios casa a casa, nebulização e mutirão aos sábados, o ‘fumacê’ está circulando pelas ruas da cidade e aplicando inseticida para matar os mosquitos adultos e reduzir a transmissão da doença. Todo o trabalho está sendo precedido de ampla divulgação por parte da Secretaria de Comunicação por meio de reportagens e carros de som, para que a população participe e ajude na eficácia dessas ações.

A Prefeitura também intensificou as notificações e multas nos locais em que podem se proliferar criadouros, assim como a fiscalização e autuação em pontos de descarte irregular de lixo. Na última sexta-feira (15), o Executivo protocolou mais três projetos de lei na Câmara Municipal para endurecer ainda mais o combate à dengue. Entre outras medidas, as propostas estipulam gratificação de desempenho a fiscais, aumentam o volume permitido para despejo de resíduos volumosos nos bolsões de entulho e aumentam as multas. Elas devem ser votadas pelos vereadores na sessão ordinária desta terça-feira (19).

Vale destacar ainda que dois Polos de Atendimento à Dengue – um no Cear, que funciona das 7h às 17h, e outro no Centro, na Rua Voluntários da Pátria (Rua 5), nº 2310, das 7h às 20h – prestam todo o atendimento ambulatorial a pacientes que possivelmente tenham contraído a dengue. Assim como quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS), em regiões estratégicas, tiveram o horário de atendimento estendido para os suspeitos de dengue.

Cerca de 80% dos criadouros do mosquito da dengue estão dentro das residências. Por isso, é essencial a participação dos moradores na luta contra a doença. Além de eliminar os criadouros e colaborar com os agentes nos mutirões, a população também pode denunciar imóveis abandonados e com possíveis criadouros pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, no 0800-7740440, ou por meio do WhatsApp da Prefeitura: (16) 99760-1190. Moradores que não permanecem em casa para receber as equipes podem agendar uma visita pelo telefone da Ouvidoria.

Consciência
Na tarde desta segunda-feira, o prefeito Edinho esteve na região da Vila Biagioni e verificou o despejo de lixo, com possíveis criadouros, em áreas públicas que haviam sido limpas dias atrás. Na oportunidade, o prefeito fez um apelo para a consciência cidadã da população diante da gravidade da dengue.

“A gente recebe dezenas de denúncias todos os dias. A Prefeitura tem ido e feito a limpeza. Por falta de consciência e de cidadania, as pessoas jogam o lixo novamente. Temos feito campanha de conscientização, pois sem o apoio da população não conseguiremos derrotar a dengue”, afirmou o prefeito.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade