Select Page

Rico não paga IPTU em Araraquara



Lista com nomes de maiores devedores do imposto soma R$ 194.145.839,52 milhões

Rico não paga IPTU em Araraquara

Da redação

 Enquanto a Prefeitura Municipal de Araraquara intima extrajudicialmente pequenos devedores de IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), a reportagem do O Imparcial teve acesso exclusivo a uma lista com os 276 maiores devedores do imposto na cidade. E pasmem, nenhum deles é morador da periferia.
De acordo com a lista oficial, em sua maioria, bancos, construtoras, grandes empresas e especuladores imobiliários, são os nomes que aparecem com dívidas de valores altíssimos, entre eles, muitos pertencentes à elite da cidade. Alguns desses privilegiados dizem ainda lutar pelos menos favorecidos.

Divisão de IPTU

Dívida milionária

Há nessa lista uma grande empresa que deve mais de R$ 35 milhões de impostos, um banco com R$ 15 milhões em dívida com a prefeitura, uma indústria com R$ 11 milhões, além de um especulador imobiliário com R$ 900 mil em dívida e uma construtora de renome que deve R$ 300 mil.
O montante do valor devido pelos ‘caloteiros grã-finos’ soma R$ 194.145.839,52 milhões. Caso essa dívida fosse paga, colocaria a cidade nos trilhos e a Morada do Sol sairia das trevas.

Em setembro de 2017, a Prefeitura chegou a protestar títulos em cartório de alguns inadimplentes e, quando isso acontece, a pessoa fica com o nome sujo na praça, em serviços e, principalmente com restrições bancárias. Mas, quando são os bancos que devem o que acontece?

Será que essas instituições bancárias, empresas e pessoas físicas têm isenção de impostos, ou estão tentando viver à custa da população mais carente que, geralmente paga seus tributos em dia, por medo de perder o único imóvel que possui ou ter seu nome na lista negra da inadimplência.

Será que esses grandes caloteiros estão sendo cobrados pela prefeitura da mesma forma enérgica que ela reivindica da população com menor poder aquisitivo? Esperamos que sim.

Afinal a lei é para todos.

Mais ajuda aos milionários

Os bancos, setor mais lucrativo da economia, foram os maiores beneficiados com o Refis, programa de parcelamento de débitos tributários da União. Entre os maiores bancos do país, quatro deles tiveram abatimento de mais da metade das suas dívidas pelo governo federal. Juntos, os quatro bancos negociaram uma dívida total de R$ 657,3 milhões, mas terminaram se comprometendo a pagar apenas R$ 302 milhões.

Isso mostra que os grandes devedores têm sempre mais vantagens no Brasil.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos