Select Page

Quadrilha é presa acusada de furto ousado em joalheria no Centro



Carro utilizado para arrombar a porta da loja foi incendiado pelo grupo Da redação Duas mulheres e dois homens foram presos no final da manhã dessa segunda-feira (15), acusados de praticarem um furto ousado em uma joalheria durante a madrugada. O grupo usou um carro para arrombar o estabelecimento localizado na Rua Nove de Julho, […]

Carro utilizado para arrombar a porta da loja foi incendiado pelo grupo

Da redação

Duas mulheres e dois homens foram presos no final da manhã dessa segunda-feira (15), acusados de praticarem um furto ousado em uma joalheria durante a madrugada. O grupo usou um carro para arrombar o estabelecimento localizado na Rua Nove de Julho, no Centro.

Segundo o apurado, as duas mulheres de 25 e 29 anos, e os dois homens de 28 e 50 anos, foram detidos pela Polícia Militar em uma casa localizada no Jardim Iguatemi, através de denúncias anônimas. O grupo foi encaminhado para a delegacia, onde todos confessaram algum tipo de participação no crime.

O crime

O caso aconteceu durante a madrugada dessa segunda-feira (15), quando os acusados teriam decidido praticar o furto na joalheria. Antes da ação, eles teriam passado com o veículo VW/Quantum, que já teria sido usado em outros crimes, em frente do estabelecimento para analisar como fariam para invadi-lo. Durante as voltas que deram na região central, os meliantes encontraram uma placa de concreto e voltaram para invadir a loja. Toda ação foi filmada pelas câmeras de segurança.

Depois de colocarem a placa de concreto no chão, os indivíduos usaram o carro para arrombar a joalheria, que teve várias mercadorias de valor furtadas. Em seguida, o veículo foi incendiado pelo grupo que utilizou uma vasilha com combustível. O fogo se espalhou pela joalheria e causou danos de grande monta. Outro carro, um Hyundai/HB20, que havia sido alugado no início do mês, foi usado na fuga pelos bandidos.

Depois de detidos, os suspeitos foram ouvidos no II Distrito Policial. Todos assumiram estar no local do crime, porém, negaram participação no incêndio que se alastrou pela loja.

Os quatro suspeitos devem responder pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado e incêndio criminoso.  Vários relógios furtados foram apreendidos dentro de uma mochila, no interior do carro.

Fotos enviadas pelo Whatsaap

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos